In Wonder: Shawn Mendes abre as portas do seu país das maravilhas (e não só)

O cantor lusodescendente, nascido e criado no Canadá, Shawn Mendes, anunciou aos fãs no dia 13 de outubro o documentário que ia lançar juntamente com a Netflix: In Wonder. 23 de novembro foi a data de estreia do documentário que abriu as portas do mundo das maravilhas (e não só) do cantor.

In Wonder dá uma perspetiva mais intimista da história de Shawn Mendes, com enfoque em imagens exclusivas da tour mundial, Shawn Mendes: The Tour, que teve lugar em 2018 e 2019, tendo passado por Portugal. Para além das imagens da sua vida profissional, Shawn satisfaz os desejos das suas fãs com a partilha de vídeos da sua vida pessoal, nomeadamente do seu relacionamento com a cantora Camila Cabello. Entre concertos, bastidores, composições de músicas, namorada, família e amigos, o documentário abre também as portas do lado mais negro de uma tour com 104 concertos. O concerto cancelado em São Paulo é referido no documentário, revelando o lado mais vulnerável do cantor que, ficando sem voz, levou milhares de fãs às lágrimas.

Para quem acompanha o cantor há mais tempo, o produto final da Netflix é uma excelente oportunidade para reavivar alguns momentos do início de carreira de Shawn Mendes, quando ainda fazia as delícias de quem o seguia pela plataforma Vine.

A composição e o nascimento do novo albúm, Wonder, fazem também parte do documentário realizado por Grant Singer, que mostra uma parte de todo o processo de criação musical.

1h23 é a duração do documentário que, apesar de diverso, podia ter explorado mais a parte das músicas tocadas ao vivo, além de pequenos excertos. Contudo, esta “falha” é compensada pelo cantor que, dois dias após a estreia de In Wonder, revelou o lançamento do filme do concerto em Rogers Centre, no Canadá – Shawn Mendes: Live in Concert – numa altura em que diz  que “todos sentimos saudades dos concertos ao vivo”. O concerto, para além de ter contado com a maior plateia do cantor (55 mil pessoas), suscita ainda um sentimento especial, por ter tido lugar na sua terra natal. O próprio diz, no documentário, tratar-se de “uma coisa de família”.

É já no dia 4 de dezembro que sai o novo albúm do cantor, que conta com as músicas já lançadas – Wonder e Monster (com a colaboração de Justin Bieber). Para já, os fãs têm muito com que se entreter, na companhia da Netflix.

Este artigo de opinião é da pura responsabilidade do autor, não representando as posições do desacordo ou dos seus afiliados.

Escrito por: Inês Lourenço

Editador por: Inês Conde

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s