MEUL – Do sonho para o mundo

Falo-vos do MEUL – o Model European Union Lisbon. Este evento traduz o desejo entusiasta de vários jovens viverem aquilo que é a política da União Europeia. Jovens estes que ambicionam um dia dar aso a esse desejo e, mais do que fazer uma simulação, querem viver na realidade essa mesma política. Assim, durante uma semana, este evento surge como o lugar de conforto destas pessoas.

Design sem nome (4)

MEUL – Model European Union Lisbon.

O primeiro MEUL, em Portugal, ocorreu entre 9 e 14 de Setembro de 2018, partindo de uma associação base que é a BETA – Bringing Europeans Together Association. A BETA Portugal foi criada em 2017 por um grupo de jovens apaixonados, rompendo-se como parte de uma “associação-mãe” maior que é a BETA Europe, criada em 2008 e que hoje conta com mais de 400 membros em torno da Europa, e cujo objectivo fundamental é aproximar os jovens em rede pela Europa fora, promovendo o entendimento do processo de tomada de decisões, do funcionamento, da organização e dos propósitos da União Europeia.

Nesse sentido, procura-se possibilitar a integração europeia e fomentar a identidade comum em torno das instituições europeias. De notar que simulações destas ocorrem quase que mensalmente (se não mais) em torno da Europa e que jovens viajam quase sucessivamente em torno da mesma para discutir aquilo em que acreditam e aquilo em que colocam esperança de um futuro melhor. Foi o que aconteceu em Portugal, entre 15 de outubro e 20 de outubro – o MEUL 2019. Ainda que seja uma semana, o MEUL conta com dezenas de trabalho em cima, conta com dezenas de ânsias de ver e fazer acontecer, tanto por parte da equipa que organiza, como por parte da equipa que participa.

Contudo, nesta semana fundem-se as vontades das equipas e forma-se uma só, unida no querer realizar. A edição deste ano contou com mais de 3 dezenas de países, com quase 2 dezenas de línguas diferentes, com cerca de 7 dezenas de participantes. Portugal acha-se um país pequeno, mas a verdade é que consegue ser grande. Ser grande porque se abre à Europa e, consequentemente, ao mundo. Ser grande porque há quem acredite no seu potencial e porque se quer fazer ouvir lá fora. Ser grande porque ser grande é ser mais e crescer todos os dias e é com exemplos de eventos destes que isso é possível. Toda a dinâmica de trabalho do MEUL cria uma lógica encadeadora que faz com que tudo pareça ser certo e correr bem, ainda que, saibamos, a perfeição seja inalcançável.

Assim, os dois primeiros dias contam com workshops através dos quais os participantes aprendem mais sobre aquilo que vão debater, questionando acerca do que é tratado e esclarecendo as suas dúvidas. Os temas deste ano prenderam-se com a eleição da presidente da Comissão Europeia, o Acordo de Comércio EU-Mercosul e a reintrodução temporária de fronteiras. Através destes temas densos, os participantes assumem posições, representando um país e um papel face ao qual têm de fazer jus durante a simulação. Muitas vezes o desafio acresce quando representam convicções diferentes daquelas em que crêem. Da mesma forma, o desafio é grande se representam convicções que coadunam com as suas, na medida em que dar voz às mesmas é um objectivo que pareça descabido de atingir.

Este ano o evento ocorreu no ISEG, o Instituto Superior de Economia e Gestão e a presença de oradores de referência contribuiu ainda mais para enriquecer este evento. Oradores como a ex-eurodeputada Ana Gomes fazem parte desta lista de referência. Divididos entre Conselho de Ministros e Parlamento Europeu, os participantes procuraram encontrar soluções para os problemas apresentados, criando alianças ou, por outro lado, desavenças que fazem parte deste jogo político. Saindo do jogo político, as amizades que surgem imperam e são como que a cereja em cima do topo do bolo. Pois a verdade é que após uma semana não se quer ir embora. Nota-se a cara de felicidade nos participantes quando se abraçam após sessões de debate. Nota-se a cara de satisfação quando se aplaudem mutuamente. Nota-se a cara de contentamento por saberem que estão ali com o mesmo objectivo e que o que vale é o tudo e nada menos que isso.

Como forma de terminar a semana em beleza, o evento contou com uma visita guiada à nossa Assembleia da República o que corresponde a uma forma de aprendizagem que culmina na sublimidade. Agora, ao fim de uma semana, jovens regressam à sua casa, aos seus países, à sua realidade mas levam consigo uma realidade criada, que não é de agora mas que renasce e pretende ser permanente para que o futuro da União Europeia seja de boas esperanças.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escrito por: Patrícia Santos

Editado por: Cláudio Nogueira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s