O telefone fixo pode ter os dias contados

telefone-fixo.jpg

A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) recomendou esta sexta-feira o fim do contrato do serviço universal de telefone fixo celebrado entre o Estado e o grupo NOS, alegando que a inexpressiva procura não justifica a sua manutenção.

Numa nota publicada no seu site, o regulador das comunicações sustenta que a inexpressiva procura dos serviços abrangidos pelo contrato de prestação do serviço universal, na componente do serviço fixo de telefone, não justifica a manutenção do contrato celebrado entre o Estado e a NOS em 2014.

A Anacom acrescenta ainda que desde o início do contrato que a procura do serviço é imaterial e, decorridos que estão mais de três anos sem que a situação se altere, ao contrário da expetativa, existem apenas dois clientes.

De salientar que desde junho de 2014 que a NOS, antiga Zon Optimus, é prestadora do serviço universal de telefone fixo, substituindo a PT (agora Altice), que ficou apenas a assegurar o serviço de postos públicos, o serviço de listas telefónicas e de informação de listas.

Escrito por: André Saraiva

Editado por: Inês Queiroz

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s