Senhores Presidentes, vamos a ter calma!

578546944-republican-presidential-candidate-donald-trump-gives.jpg.CROP.promo-xlarge2

Muito ouvimos falar de Donald Trump e de Kim Jong-un e das suas mútuas intimidações acerca das armas nucleares dos seus respetivos países. Mas o que virá a seguir se um “carregar no botão”? Será que algum cometerá esse erro?

Poderíamos chamar-lhe já de III Guerra Mundial, mas não nos antecipemos. Não sabemos o que ainda pode ocorrer nas cabeças do Presidente norte-americano, Donald Trump, ou do Presidente norte-coreano, Kim Jong-un. Quem sabe estes não ganhem um sentido de bom senso mais apurado e terminem com as ameaças que, nos últimos meses, têm proferido.

Faz uns dias que Donald Trump voltou atrás nas suas palavras, anteriormente proferidas, e disse-se disponível para conversar e negociar com o representante norte-coreano. Talvez seja um bom momento para ser mais consistente, Senhor Presidente, não acha? Talvez seja um bom momento para se lembrar da História, que creio que conheça.

Contudo, imagine-se, um oficial do Pentágono acredita que só a invasão da Coreia do Norte pode travar todo o programa nuclear que o país tem vindo a desenvolver. Será necessário recordar ao que levou, por exemplo, a invasão da Polónia por parte da Alemanha Nazi, no ano de 1939? Ou a invasão do Iraque por parte dos Estados Unidos da América, no ano de 2003? Não nos encontramos numa aula de História, é certo, mas são acontecimentos que necessitamos de nos recordar a todo o momento, principalmente quando tal afirmação é proferida por alguém que se encontra no seio de uma instituição norte-americana de tamanha importância.

Como sabemos, a polémica será uma das coisas preferidas de Donald Trump, mas, desta vez, talvez seja mais seguro deixar as discordâncias e as ameaças de invasão e começar diálogos entre os dois países. Quem sabe, com ajuda de variadas organizações com a intuição de negar a eclosão de mais uma guerra, desta vez nuclear, e que nos poderá destruir.

Por favor, Senhor Presidente, pense melhor e mantenha a sua palavra sempre! Afinal, é presidente do país com maior influência mundial e não presidente de um país fechado, que se encontra a anos-luz da evolução que já atingiu uma parte significativa do mundo.

Este artigo de opinião é da pura responsabilidade do autor, não representando as posições do desacordo ou dos seus afiliados. 

 Escrito por: Raquel Vitória

Editado por: Daniela Carvalho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s