Invernos mais frios?

O aquecimento global significa que a temperatura média do planeta está a aumentar, no entanto, zonas do hemisfério norte estão a sofrer com temperaturas extremamente baixas, como nesta semana do Natal na América do Norte onde a temperatura pode chegar aos -50ºC nos EUA. Paradoxo do aquecimento global e dos invernos mais frios.

No polo norte da terra, existe um vórtice na troposfera chamado de vórtice polar (também existe um forte no polo Sul). Este é uma grande área de baixa pressão e de ar frio acumulado limitado pelo forte jet polar, o jet polar é uma corrente de ventos fortes que impede o ar frio de descer para os continentes abaixo, quanto mais forte for o jet polar, melhor é o isolamento. A estabilidade deste jet polar depende de dois fatores: da diferença de temperatura entre as latitudes médias e a da região polar, e a rotação da terra. Quanto maior for a diferença de temperatura, mais força tem o jet polar o que mantem o vórtice polar estável. Mas quando a diferença de temperatura é baixa, o jet polar enfraquece, dobrando-se mais facilmente, com este enfraquecimento o vórtice polar consegue se expandir para sul e transportar o ar frio do polo Norte para a América do Norte e Europa como aconteceu na semana do Natal, chegando a zonas como o Texas e Florida com temperaturas que chegam perto dos -50ºC.

E como isto pode estar relacionado com o aquecimento global? O aquecimento global, não significa o aquecimento uniforme do planeta, como se sabe há zona com um aumento mais significativo que outras, como por exemplo os polos. O degelo no oceano ártico, tem eliminado o gelo que reflete a energia solar e tem sido substituído por um mar escuro que absorve essa energia criando um aumento mais brusco da temperatura nesta região. Sendo que a temperatura nos polos tem vindo a aumentar de forma mais rápida que a temperatura normalmente mais quente das latitudes médias, a diferença de temperatura entre os polos e as latitudes médias tem vindo a diminuir, enfraquecendo o jet polar e desestabilizando o vórtice polar permitindo que este desça para latitudes mais baixas trazendo consigo o ar frio polar que pode criar fenómenos extremos de inverno como temperaturas extremamente baixas, sendo possível bater recordes, ventos fortes e nevões.

Mas apesar da possibilidade do aumento destes eventos extremos individuais que trazem temperaturas extremamente baixas, em média os invernos vão continuar a ser mais quentes e a diminuição da queda de neve vai continuar.

Escrito por: Núcleo Académico para a Proteção Ambiental (Bruno Vieira)

Editado por: João Fonseca

Fontes:

https://www.ucdavis.edu/climate/definitions/what-is-the-polar-vortex

https://scied.ucar.edu/learning-zone/climate-change-impacts/why-polar-vortex-keeps-breaking-out-arctic

https://www.climate.gov/news-features/understanding-climate/understanding-arctic-polar-vortex

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s