Primeiro dia na Comic Con Portugal

No dia 8 de dezembro, a Comic Con Portugal regressou ao Meo Arena, com mais espaço outdoor e indoor e com celebridades como Jacob Batalon e Sean Maguire – para além de que esta edição está repleta de painéis e atividades extremamente diversificadas a acontecer em simultâneo, fazendo com que os fãs tenham muitas opções de escolha. Nesta Comic Con, houve a oportunidade de escolher como passar o dia da melhor maneira.

Às 15 horas, na Conference Room, foi a vez de Jacob Batalon, conhecido por interpretar o papel de Ned nos filmes do Spider Man, falar à imprensa numa conversa mais íntima. Anunciava a estreia, a 2 de janeiro de 2023, em Portugal, da nova série “Reginald The Vampire” em que interpreta o protagonista Reginald, um rapaz normal que é, acidentalmente, transformado em vampiro. As peripécias dão-se quando o chefe da comunidade de vampiros de Ohio, em que Reginald tenta enquadrar-se, quer matá-lo, por não se encaixar no perfil típico de um vampiro. Ao mesmo tempo vive-se o enredo da sua vida amorosa e profissional.


Em resposta às questões colocadas, afirma que sente uma certa semelhança com o personagem que encarna, por se tratar apenas de uma pessoa normal, simples, que não se enquadra nos modelos de beleza e atratividade esperados. O que levou o ator americano a aceitar este papel foi essa mensagem que é transmitida por Reginald, que permite a identificação por parte do espectador, ao representar as inseguranças que toda a gente sente.

Fonte: Comic Con


Jacob revela que esta série diferencia das demais existentes sobre vampiros, pois num dos trabalhos de preparação para o personagem – que foi a visualização de conteúdos sobre vampiros – tentou fazer tudo o que os protagonistas não faziam, tomando um rumo oposto, que o distinguisse. Proclama que a principal diferença se verifica no próprio personagem, Reginald, exatamente por nenhum outro vampiro assumir estes moldes, tanto a nível físico como de personalidade, em que a sua parte humana é mais explorada.


Os principais desafios e novidades para o ator foram a quantidade de cenas emocionais, especialmente as de choro. Quando questionado acerca das principais diferenças entre televisão e cinema, Jacob disse que, ao contrário dos filmes, as séries permitem explorar aprofundadamente os personagens, já que as cenas priorizam os diálogos, em detrimento das cenas de, os que as torna menos demoradas.


Como não podia deixar de ser, um dos temas abordados foi o seu papel de Ned, o melhor amigo do herói nos filmes do Spider Man. O artista revive memórias felizes desses tempos e declara que, tal como Ned, também Reginald é muito doce, inocente e até charmoso, apesar de cometer muitos erros. Diz não saber nada acerca do futuro do personagem Ned, mas culpabiliza-se pelos rumores de que poderia interpretar o papel de um vilão em filmes futuros, deixando a questão em aberto.


Para o futuro, Batalon confirma que não procura um certo tipo de personagens, mas grandes histórias. Considera que tem feito papéis interessantes e diferentes já que, recentemente, gravou um filme de terror. Numa incessante paixão e necessidade de fazer entretenimento, adotou uma postura pró-ativa, desvendando que está a escrever a sua própria série.


A apresentação da segunda temporada de Taskmaster teve lugar às 17 horas, no Golden Theater, com a presença de Vasco Palmeirim, Nuno Markl, Inês Aires Pereira, Toy e José Fragoso, que revelou a estreia do programa, para março de 2023. Vasco e Nuno começam por contar a história do surgimento do projeto. Palmeirim conhecia o formato britânico de Taskmaster e sempre desejou fazer um programa com Markl, enquanto dupla.

Depois de alguma pressão exercida sobre a direção de programas da RTP, Palmeirim recebe a chamada de José Fragoso, com luz verde para o programa avançar. Assim que obteve esta informação convidou Nuno que, na altura, já estava a fazer outro programa, com expectativa de segunda temporada. Esta acabou por não se realizar, dando oportunidade para o surgimento do programa Taskmaster Portugal.


Palmeirim e Markl, apaixonados pelo formato, foram bastante exigentes na altura de montar a produção, queriam cenários e estúdios semelhantes aos originais britânicos. Revelam que não podiam ter escolhido um melhor elenco para estas temporadas, composto por Jéssica Athayde, Inês Aires Pereira, Toy e Gilmario, que se mantiveram na segunda temporada, algo inédito a nível mundial. O sucesso do programa, afirma, deve-se a eles, por se entregarem de forma tão genuína aos jogos. Num encontro internacional de Taskmaster, em Cannes, falaram com o criador do programa, Alex Horne, que considerou a possibilidade de poderem inventar os desafios que, até à altura eram indicações britânicas, dos jogos que tiveram maior sucesso nos outros países.


Cada membro do elenco teve a oportunidade de contar a sua experiência. Inês refere que, quando recebeu o convite, não conhecia o formato, mas que, ao ver o primeiro desafio decidiu logo aceitar, apesar de algumas complicações durante a sua gravidez. Afirmou que optou por não ver mais programas britânicos, para que a sua reação fosse genuína e que prefere o caminho menos óbvio e mais divertido nos desafios. Revela que o programa mudou a sua vida, passou a ser mais abordada na rua e o número de seguidores nas redes sociais online aumentou substancialmente. Toy, que também evita caminhos fáceis, afirma que o programa “é a sua cara”, por ser necessário pensar e executar rapidamente, sem vergonhas do ridículo.


A entrada em palco de José Fragoso, diretor de programas da RTP, ficou marcada pela revelação da data de estreia do programa. Fragoso dissertou sobre o percurso deste formato inovador, que conta com milhão e meio de espectadores, em televisão aberta e na plataforma RTP Play. Reforçou a importância destes formatos de entretenimento familiar, que distinguem a RTP dos canais comerciais, onde predominam as novelas e os reality shows. Explicou ainda que o programa não pode permanecer muito tempo na RTP Play devido às restrições dos direitos do autor, mas que, mesmo assim, conseguiram ampliar o período de disponibilização para a segunda temporada. Em resposta às questões colocadas pelos fãs do programa, cada artista foi convidado a apresentar o momento mais marcante do programa, num segmento marcado pelo riso e diversão.

Tivemos também, no palco do Golden Theatre, Sean Maguire da série, disponível no Disney+, “Once upon a time” às 17:45, que nos falou de como foi trabalhar com a atriz Lana Parilla e a honra que foi interpretar um personagem como o Robin dos Bosques.

Durante o evento tivemos também a companhia da Escola de Rock de Lisboa que apresentaram temas como “Heathens” dos twenty one pilots e “Something Just Like This” dos Coldplay.

Nesta edição tivemos muitas atividades a acontecer em simultâneo, desde a área centrada para o gaming com a secção PlayStation e Nintendo até ao cosplay experience. Muitas pessoas divertiram-se a experimentar os diferentes jogos e ainda se encontravam a decorrer competições ao vivo. Do outro lado, estavam a ser realizados workshops relacionados com o cosplay e muitos fãs tiveram a oportunidade de entrar na pele dos seus personagens favoritos. Em muitos stands como o stand da RTP play, do Taskmaster e do AXN estavam a ser distribuídas ofertas. Pará terminar o Geek Market estava repleto de merchandising da mais alta qualidade desde figuras de ação a posters.

Escrito por: Bianca Carvalho e Maria Possante

Editado por: João Fonseca

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s