A revolução do xadrez moderno

O xadrez, um jogo de tabuleiro disputado dos níveis mais elementares aos mais avançados, emergiu, como o conhecemos hoje, em Espanha e, generalizando, no sul da Europa durante o século XV, mas o conceito de competição organizada deste jogo surgiu apenas a partir do século XIX e reconhece-se nos dias de hoje, por várias razões, crescente influência, considerando que já ultrapassou a sua explosão de popularidade de 1972, ano do Campeonato Mundial de Xadrez entre o campeão Boris Spassky da União Soviética e o desafiante Bobby Fischer dos Estados Unidos.

Fonte: chess24.com

Atualmente, verifica-se um aumento exponencial do número de jogadores, ao longo dos últimos dois anos, que, através de plataformas como, por exemplo, Chess.com, sem dúvida alguma a de maior renome no mundo do xadrez virtual, têm transformado o que seria um “nicho”, tendo em conta a sua particularidade intelectual elitista, num jogo que pode ser disfrutado casualmente, pelos que lhe atribuem valor de entretenimento similar ao dos restantes videojogos, ou competitivamente, por quem é mais aficionado pela matéria, ainda que, não sendo profissionais de xadrez, estudam e procuram compreender melhor as suas complexidades.

Deste modo, também a criação de conteúdos multimédia acerca do xadrez ganhou grande visibilidade, reconhecendo alguns criadores que, na sua grande maioria jogadores intitulados pela Federação Internacional de Xadrez (FIDE), transmitem agora, no Youtube e na Twitch, em comparação às limitadas visualizações e audiências que atingiam até 2020, partidas, lições e cobertura de jogos federados de xadrez, nos mais altos patamares, para milhões de novos enxadristas, por fins educacionais e/ou de lazer, atentando ao Campeonato Mundial de Xadrez de 2021 disputado pelo Grande Mestre (GM) russo Ian Nepomniachtchi, o atual 3º lugar nos rankings da FIDE, e por Magnus Carlsen, o indiscutível melhor jogador de xadrez clássico do mundo, que foi assistido, no total, por 25 milhões de espetadores e testemunhas do quinto campeonato mundial vencido pelo Grande Mestre (GM) norueguês.

Fonte: ChessBase

Assim, surge a seguinte questão: o que causou este “boom” no mundo do xadrez?

Em outubro de 2020, “The Queen’s Gambit”, uma série fictícia original da Netflix sobre Beth Harmon, uma jovem órfã e prodigiosa jogadora de xadrez que enfrenta tanto os seus próprios problemas como os maiores enxadristas da época em que se insere, foi um sucesso internacional e impulsionou drasticamente o número de novos usuários, assim como o número de partidas disputadas pelos usuários existentes, da plataforma Chess.com nos meses que seguiram o seu lançamento. Contudo, os 3 milhões, aproximadamente, de novos membros que se registaram após o lançamento da obra televisiva mencionada não explica, na sua totalidade, o crescimento do xadrez nos últimos dois anos.

Admite-se, também, que o período de pandemia coincidiu com a emergente atração por este jogo de tabuleiro, ainda que, maioritariamente na sua vertente virtual, devido às condições de quarentena propícias à procura por novas ocupações. Assim, juntamente com a atenção acarretada por Beth Harmon, ou Anya Taylor-Joy, o xadrez ganhou uma dimensão de popularidade nunca antes vista, esta que se transpôs tanto na criação de conteúdo quanto na área profissional.

Fonte: Entertainment Weekly

Efetivamente, neste momento decorre uma corrente de adesão e interesse pelo xadrez que não se prevê terminar em breve, tendo em conta a contínua atração causada pela cobertura profissional ou casual dos recorrentes eventos internacionais da Federação Internacional de Xadrez e do Chess.com, para além dos milhões de visualizações atingidas em torno do jogo e das suas facetas nas demais plataformas online.

Note-se que em Portugal, havendo, de facto, alguns jogadores grande qualidade, nomeadamente o Grande Mestre (GM) Jorge Viterbo Ferreira e o Mestre Internacional André Ventura Sousa, não existe, no entanto, investimento no desenvolvimento de programas que promovam o xadrez.

Escrito por: Pedro Cruz

Editado por: João Fonseca

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s