Pente Fino: Luisa Ruchinsque é Coordenadora Geral do NAPA

Luisa Ticianel Ruchinsque é aluna de Relações Internacionais e é também um dos membros da coordenação do Núcleo Académico para a Proteção Ambiental (NAPA), mais precisamente coordenadora geral. Hoje, ficamos a conhecê-la melhor com algumas perguntas.

Quem és? Como te descreves?

Sou Luisa Ticianel Ruchinsque ou simplesmente Lu para os mais próximos. Sou brasileira e vivi em Cuiabá – Mato Grosso até meus 18 anos. Um mês depois de completar os 18 anos mudei-me para Portugal para cursar Relações Internacionais no ISCSP-UL, desde então sou apaixonada por Lisboa e por todas as experiências que vivi e estou vivendo. Tenho uma memória fotográfica que talvez me ajude mais nas coisas que faço e o meu amor diferente por mapas. Me considero uma pessoa sempre disposta a ajudar todos, muito ligada à minha família e diplomática. Meus hobbies são ler e jogar vólei, jogo este desporto desde meus 10 anos. Amo animais, andar de bicicleta e patins, olhar o mar e qualquer outra nova experiência que me traga histórias.

Porquê este curso? Foi a tua primeira opção?

Sempre fui apaixonada pela matéria de geografia e quando comecei a ter geopolítica no colégio (com o nome de “atualidades”) esse amor pela geografia só aumentou. Adicionando meu sonho e interesse em conhecer novas culturas e lugares, sempre com o propósito de ajudar de algum jeito as pessoas e o mundo. Logo, foi minha primeira opção de curso.

Foi no ISCSP que ganhaste o gosto pelo associativismo ou no secundário já participavas em projetos semelhantes, como na associação de estudantes?

No secundário já fazia parte da direção de um grupo católico chamado “Grupo do Terço”, tínhamos reunião todas as terças e quintas feiras. Gostava imenso do grupo e de organizar as reuniões, era muito gratificante quando vinha as pessoas dizendo terem gostado da reunião. Tentávamos sempre ser dinâmicos, com histórias, testemunhos e brincadeiras. Penso que foi daí que tive o gosto pelo associativismo, e quando vim para o ISCSP logo entrei para o NAPA no 1° ano e depois para o HeforShe no 2° ano.

Fonte: Instagram

O que é que os alunos podem esperar de ti enquanto Coordenador Geral do NAPA ISCSP?

Trabalhar com este projeto para que sempre cresça e continue fazendo nem que seja pequena diferença, um ambiente em que os alunos se sintam confortáveis em se expressarem com suas ideias nas diversas áreas, uma organização para que tudo seja feita da melhor forma. como sempre digo para os que estão no NAPA, podem contar comigo para o que for que sempre dou meu jeitinho de ajudar!

Sempre foi um cargo que ambicionaste?

Sempre achei de muita responsabilidade ser um Coordenador Geral/Presidente de um núcleo. No início nem imaginava ser uma Coordenadora de um Departamento, mas aconteceu de ter recebido o convite na metade do 2° ano nas Relações Públicas. No final daquele ano, já tinha pego mais o jeito e foi algo que comecei a pensar em ser (Coordenadora Geral).

Quais são as características que fazem de ti um bom coordenador?

Organização e resiliência acima de tudo, mesmo que sempre surja algum imprevisto, é saber lidar da melhor forma. Ter um olhar mais humano e compreensivo também para entender o lado de cada um, mas fincar o pé e ser firme naquilo que achamos melhor e mais justo para o núcleo.

Fonte: Instagram

Como é que ocupas o teu tempo?

Entre a Coordenação Geral do NAPA, Coordenação do Departamento de Relações Públicas do NAPA e a Coordenação do Departamento de Eventos do HeforShe, tento auxiliar com os trabalhos e estudos da faculdade, meu estágio nas terças e quartas feiras no EMGFA. Fora isso, quando tenho meu tempinho livre no dia leio bastante (livros sem ser da faculdade), ou toco um pouco de kalimba. No verão gosto mais ainda de andar de patins. Vou aos museus no domingo ou nos dias que estão com entradas gratuitas. Além das tarefas de casa em que divido com minha colega. Tento encaixar tudo que quero do melhor jeito possível.

Sendo o teu último ano de licenciatura, o que queres fazer quando acabares este ano?

Neste meu último ano de licenciatura me aprofundei mais na área de Estratégia e Geopolítica, portanto o que pretendo fazer é um Mestrado nestas áreas aqui em Lisboa. Obviamente, arrumar algum emprego também para ter mais experiências no mercado de trabalho.

Fonte: Instagram

Onde te vês daqui a cinco anos?

Me vejo já com diploma de Mestre e alguma outra Pós-Graduação, trabalhando já na área desejada. Seja aqui em Lisboa ou em qualquer outra cidade que me for dada (de preferência na Europa ou Canadá). Tendo mais oportunidade também de ver minha família, com algum animal de estimação e quem sabe um companheiro para partilhar a vida.

Qual foi o momento que viveste, nestes últimos três anos, que recordarás para sempre?

Com certeza lembrarei com muito carinho do meu intercâmbio para Toronto no Canadá, a vez que fui para Itália e conheci o Coliseu, em que sempre via nos livros de história. Quando minha mãe e meu irmão vieram me visitar aqui, foi incrível todos os momentos com eles. E penso que minha formatura/bênção de finalista que ainda não aconteceu, mas que guardarei na memória.

Escrito por: Rafaela Boita

Editado por: Rita Tavares

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s