Pente Fino: Martim Afonso Pereira é o Presidente do NANT

Conhece o Presidente do Núcleo de Estudantes de Antropologia, Martim Afonso Pereira, um jovem ambicioso e interessado em mitologia. Fica a saber mais dos seus passatempos, histórias e motivações!

Quem és? Como te descreves?

Eu sou um aluno, tal como todos os outros. Um tio de cascais em estágio, sou demasiado para a frente e não estudei no privado o suficiente para ser um beto puro.

Porquê este curso? Foi a tua primeira opção?

Não foi a minha primeira opção, mas sempre foi um curso que me interessou, tal como todas as opções que pus na minha candidatura há 3 anos. Estudar todo o percurso cultural e social do ser humano e todos os fenómenos culturais que foram surgindo ao longo dos séculos é, para mim, algo incrível.

Foi no ISCSP que ganhaste o gosto pelo associativismo ou no secundário já participavas em projetos semelhantes, como na associação de estudantes?

Sempre gostei do associativismo, pertenço já há algum tempo a uma juventude partidária e sempre participei em associações de estudantes nas escolas.

O que é que os alunos podem esperar de ti enquanto presidente do Núcleo de Antropologia?

Os alunos podem esperar de mim o que já esperavam enquanto era delegado e já desde que tomei posse. Posso não ser o melhor do mundo, mas em mim vão ter sempre alguém que irá trabalhar constantemente para que nenhum deles passe por alguma dificuldade que esteja ao meu alcance aliviar.

Fonte: Instagram

Sempre foi um cargo que ambicionaste?

Ser presidente do NANT foi algo que ambicionei ser desde que me matriculei, sou um sucker pelo associativismo e acredito na liderança, por exemplo, se eu quero que todos dêem o seu melhor, também eu tenho de o fazer.

Quais são as características que fazem de ti uma boa presidente?

 Empenho, dedicação, insónias e algum masoquismo.

Quais são os teus maiores interesses? Como é que ocupas o teu tempo?

Política, história, cultura, religião e mitologias, música e cozinha. Nos meus tempos livres (quando não estou a trabalhar que nem um condenado) costumo estar a ler, ou a jogar qualquer coisa, a cozinhar ou a conduzir e cantar.

Sendo o teu último ano de licenciatura, o que queres fazer quando acabares este ano?

Candidatar-me ao mestrado em Antropologia no ISCSP e segue jogo no segundo ciclo de ensino superior.

Onde te vês daqui a 5 anos?

Daqui a cinco anos espero já estar no meu penúltimo ano de Doutoramento, já pronto para dar aulas. Talvez casado e a começar a minha vidinha de «crescido».

Qual foi o momento que viveste, nestes últimos 3 anos, que recordarás para sempre?

Entregar os diplomas de finalista aos meus padrinhos foi sem dúvida um momento alto, especialmente por ter sido após um ano sem pôr os pés no ISCSP presencialmente. Pude rever algumas das pessoas mais importantes para mim e celebrar o fim de um capítulo tão importante das suas vidas.

Escrito por: Maria Santos

Editado por: Rafaela Boita

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s