Já começou o maior evento de cultura pop de Portugal – 1º dia

A Comic Con Portugal 2021 começou nesta quinta-feira, dia 9, e está tão em dia com os planos de contingência contra a COVID-19 que até a Saylor Moon teve que apresentar teste negativo para entrar. À frente da enorme fila de visitantes, no Parque das Nações, foram alocados profissionais que fazem testes-rápidos para atender aos “esquecidos”, no entanto, a organização do evento lembra que é recomendado que se façam os testes nas respectivas localidades para não haver aglomeração no local.

Foto: Bianca Carvalho

Entrando no recinto da Comic Con, os fãs da cultura pop deparam-se com uma série de atrações ao ar livre para se divertirem nos stands e tirarem fotos à vontade com insufláveis gigantes, como da Disney, The Walking Dead e o trono do Boba Fett (personagem de Star Wars). Há também uma área de cosplay e outra de jogos na área externa do evento, que foi muito procurada.

Na área interna principal a diversão dos adultos foi garantida com stands como do filme Chucky, da plataforma GloboPlay, e a conversa com o ator Misha Collins , da série Supernatural. Já para as crianças, puderam ter o seu dia de glória conhecendo os youtubers brasileiros, os fenómenos infantis Luccas Neto e Gi Alparone, que fizeram uma sessão de autógrafos e falaram com a imprensa sobre o livro: “Um dos meus grandes sonhos era estar dentro das histórias da minha época, por exemplo o João Pé de Feijão, Bela Adormecida, e adaptar essas histórias, porque eu acho que isso faz literalmente a criança entrar num mundo de magia e fantasia”, pontuou Luccas.

Foto: Monique Vasconcelos

Depois de uma reportagem ter chamado a atenção do público por afirmar que há crianças portuguesas que “só falam brasileiro”, muito devido ao sucesso de Luccas em terras lusas, o artista antecipou que fará dobragens dos conteúdos para português de Portugal.

“A gente não quer incomodar as pessoas, principalmente mães e pais porque podem ficar chateados porque as crianças estão aprendendo algumas gírias com a gente. Se existe essa linha de atenção a gente tem que trabalhar para que o máximo de gente se sinta acolhido, então a gente quer fazer isso para o bem de todos, para que todos fiquem felizes com o nosso trabalho” disse Luccas.

Escrito por: Monique Vasconcelos

Editado por: Rafaela Boita

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s