Curtas-metragens: Sugestões para o Dia da Mulher

Hoje, dia 8 de março, é o Dia Internacional da Mulher. Por forma a assinalar esta data apresentam-se quatro sugestões que, recorrendo ao humor ou num registo mais sério, invocam o movimento feminista.

Fonte: Pixar

Hurdles (2016)

Duração: dois minutos

Hurdles tem como base visual os Jogos Olímpicos de Tóquio de 1964. Elaborada em parceria com a organização Global Citizen, esta produção, narrada pela atriz e ativista britânica Emma Watson, visa mostrar os obstáculos com que se deparam as mulheres tanto no desporto como na vida. Num tom motivador e positivista, procura-se sensibilizar o espectador para as questões do abandono escolar, do casamento infantil e da violência de género, consideradas as barreiras que se têm de ultrapassar a fim de chegar à “meta”, ou seja, alcançar a igualdade de género.

Maioria oprimida (2010)

Duração: onze minutos

A curta-metragem da roteirista e diretora francesa Eléonore Pourriat acompanha o dia de um homem comum numa sociedade matriarcal, onde todos os papéis de género se encontram invertidos. A personagem é alvo de abusos verbais, físicos e sexuais por parte de mulheres, enquanto leva a cabo a sua rotina. A produção retrata de uma forma provocadora e ousada a violência de género e opressão vivenciadas por mulheres no dia-a-dia. Majorité Opprimée foi galardoado no Molodist International Film Festival, um festival de cinema em Kiev.

Purl (2018)

Duração: nove minutos

Dos estúdios Pixar, esta curta-metragem conta a história de Purl, um novelo de lã cor-de-rosa que começa a trabalhar para a firma “B.R.O.” gerida inteiramente por homens que usam fato e gravata. Ao tentar adaptar-se ao novo meio, a personagem rapidamente se inteira que tal feito não será tarefa fácil. Kristen Lester, a diretora responsável pela produção, declarou numa entrevista que a sua própria experiência enquanto animadora inspirou a trama.

“O meu primeiro trabalho. Eu era a […] única mulher na sala. […] Para que pudesse fazer aquilo que amava, eu tornei-me de certa forma num dos homens. […] Depois eu vim para a Pixar e comecei a trabalhar em equipas com mulheres pela primeira vez. E isso realmente me fez perceber o quanto […] enterrei e deixei para trás o meu lado feminino”.

Resposta das Mulheres  (Réponse de Femmes – 1975)

Duração: oito minutos

Realizado pela Belga Agnès Varda, procura responder à pergunta “O que é uma mulher?”. A polémica curta-metragem apresenta vários tipos de mulheres com diferentes corpos e idades, numa ótica realista, de forma poética e certamente vanguardista, considerando a época em que foi lançada. Vai ao encontro de múltiplos temas, de que são exemplo a gravidez, a maternidade, a nudez, a aceitação do corpo, o machismo na sociedade e nas produções culturais (como a publicidade).

Escrito por: Joana Horta

Editado por: Júlia Varela

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s