SrBuba – O Céu é o Limite: Entrevista

Nos dias em que vivemos, são muitas as pessoas que acabam por dar ouvidos às ideias que guardaram durante anos e aproveitam para colocá-las em prática. Exemplo disso é SrBuba, um projeto criado por Bruno Miguel Almeida, de 43 anos.

Natural de Lisboa, atualmente, encontra-se no distrito de Coimbra enquanto for possível. “Se estivesse nas minhas mãos, seria para sempre. Os ares da aldeia fazem-me bem”.

O líder do projeto aceitou falar com o Desacordo e partilha a génese e razão de ser desta aventura musical que sempre o acompanhou ao longo dos anos.

Como e quando surge este projeto?

Nos dias em que vivemos, aproveitei para vir passar uns dias com os meus pais à aldeia e esses “dias” transformaram-se em 4 meses, para já. Todo este ambiente de paz que me rodeia, influenciou-me a voltar a compor e aconteceu tudo muito naturalmente. Simplesmente peguei na guitarra e comecei a gravar. A música sempre esteve na minha vida, e já tinha algumas músicas iniciadas, mas que sempre ficavam na gaveta, porque não conseguia fazer a parte vocal. Desta vez, decidi focar-me na escrita das letras e a coisa começou a fluir. Foi só adaptar as letras e ver como soava.

Mostrei a duas ou três pessoas que me deram força para avançar (os meus pais não contam para a estatística, porque para os nossos pais somos sempre os melhores) e assim foi:  gravei, publiquei, tive boas reações e continuei. Quando o dia de teletrabalho termina, dedico-me à música. Percebi que, para fazer algo que gostava, bastava-me o computador, guitarra e baixo e foi assim que comecei a gravar. 

Porquê o nome “SrBuba”?

(Risos) Desde os 15 anos que me tratam por Buba. Agora, com a idade a aumentar, passei a SrBuba. Ainda andei um dia a pensar que nome podia dar a este projeto, mas um amigo meu disse-me que podia ser simplesmente SrBuba, que é como me conhecem, e assim foi. 

Quais são as tuas maiores influências (musicais ou não)?

Sempre gostei de rock. Oiço U2 desde sempre e a sonoridade deles sempre me fascinou, e por isso são a minha maior influência musical. Mas oiço de tudo. Toquei numa banda de reggae durante quase 15 anos, os SKAZOOMBA. É um estilo completamente diferente do que estou a fazer agora, mas contribuiu para o meu conhecimento musical (por isso estarei sempre grato) e onde fiz amigos para a vida.

Fonte: Facebook (SrBuba)

O que esperas alcançar com o projeto?

(Risos) Os 1000 seguidores no Facebook.

Tens perspetivas de gravar um disco em breve?

Continuo a gravar músicas e irei continuar a publicá-las. Se vai resultar num disco, ainda não sei. Só o tempo o dirá. Quando comecei a fazer isto não era esse o objetivo, mas nunca se sabe o dia de amanhã.

A pandemia ajudou a desenvolver o projeto SrBuba? Ou já era uma ideia pré-COVID?

A pandemia foi sem dúvida a razão de tudo isto acontecer. Os dias que vim passar com os meus pais estão a fazer com que esteja a passar uma das melhores fases da minha vida, quer musicalmente, quer emocionalmente.

Vês-te como um “one man show” ou pensas em integrar mais elementos?

Será um caso a pensar no futuro. Ainda não pensei muito sobre isso.

Este projeto não seria possível sem…?

Sem todo o bem-estar que me rodeia e as pessoas certas ao meu lado para me darem força. A vida é para aproveitar ao máximo e é isso que tenho andado a fazer, dentro das limitações a que todos estamos a ser sujeitos.

Em jeito de lema de toda esta aventura que se traduz no projeto SrBuba, temos agora a oportunidade de ouvir o mais recente trabalho. “É preciso lutar pelo que queremos e acreditamos”.

Também disponível no Spotify:

Escrito por: Lígia Martins

Editado por: Inês Conde

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s