Confinamento Geral: 5 recomendações de séries

Numa altura em que estamos novamente confinados surge tempo para a leitura, para ver séries ou filmes. Segue uma lista de recomendações de séries disponíveis que têm dado que falar.

1. Lupin

A primeira temporada estreou-se dia 8 de janeiro na Netflix e tem marcado presença no top diário da plataforma. A série está dividida em duas partes, estando a primeira parte composta por cinco episódios já disponíveis

“Inspirado pelas aventuras de Arsène Lupin, o ladrão de casaca Assane Diop está decidido a vingar o pai por uma injustiça cometida por uma família abastada.” – É esta a descrição apresentada pela Netflix.

No elenco da primeira temporada contamos com Omar Sy como protagonista que dá vida a Assane Diop, que estabelece uma relação próxima com a figura feminina Claire, interpretada por Ludivine Sagnier. De salientar também Youssef Guedira, interpretado por Soufiane Guerrab, a personagem que está mais perto de desvendar a verdade.

Fonte: Essence

2. Bridgerton

Lançada há um mês, a qualidade da série não ficou indiferente a ninguém, sendo a série mais assistida da Netflix de sempre.

O drama representativo da época, produzido por Shonda Rhimes e inspirado na saga de romances best sellers de Julian Quinn, centra-se na família Bridgerton, composta por oito irmãos (quatro rapazes e quatro raparigas), que procuram o amor e a felicidade na alta sociedade de Londres.

A série é repleta de personagens, destacando-se Phoebe Dynevor como Daphne Bridgerton, filha mais velha da família, e Regé-Jean como Simon Basset, também conhecido por Duque de Hastings. O Duque desperta o interesse de Daphne, mas este não quer um relacionamento ou família, acabando por estabelecerem um acordo.

Destaque ainda para Ruth Gemmell como Violet Bridgerton, matriarca da família, e Jonathan Bailey como Anthony Bridgerton, irmão mais velho e responsável pelos negócios de família.

Fonte: The Verge

3. The Umbrella Academy

Lançada em 2019, a série conta já com duas temporadas.

Sem sintomas de gravidez, quarenta e três mulheres deram à luz no mesmo dia e ao mesmo tempo. Sete das crianças são adotadas por um bilionário, Sir Reginald Hargreeves, que as transforma numa equipa de super-heróis, designada “Umbrella Academy”. Hargreeves dá aos filhos números em vez de nomes, mantendo a número sete (Vanya) afastada das atividades, já que supostamente não demonstra ter poderes próprios.

Luther Hargreeves (Tom Hopper) dá vida ao número um, Diego Hargreeves (David Castañeda) ao número dois, Allison Hargreeves (Emmy Raver-Lampman) ao número três, Klaus Hargreeves (Robert Sheehan) ao número quatro, Five (Aidan Gallagher) ao número cinco e Ben Hargreeves (Justin H. Min) ao número seis.

Fonte: Blogs – Correio

4. As Telefonistas

A série desenrola-se em Madrid durante os anos 20 (1929). Quatro mulheres provenientes de várias partes de Espanha vão trabalhar na “Companhia Telefónica Nacional” e acabam a liderar a revolução das telecomunicações, conjugando o amor e a inveja num meio profissional moderno.

As críticas feitas à série são excecionais, quer pelos diversos temas que aborda quer pela história de amor que desenrola.

Alba Romero (Blanca Suárez) é obrigada a assumir uma nova identidade e acaba sendo chamada de Lídia Aguilar. “Marga” Suarez (Nadia de Santiago) é também uma das personagens principais e reside numa pensão. Realça-se, ainda, Àngeles Vidal (Maggie Civantos), considerada das melhores operadoras, e Carlota Rodríguez (Ana Fernández García), que aspira ganhar a sua independência e viver sozinha.

Fonte: Mix de séries

5. Black Mirror

Lançada em 2011, a série de ficção científica “explora um distorcido futuro próximo onde as maiores inovações tecnológicas da humanidade colidem com os seus instintos mais sombrios”, explica a Netflix.

Por outras palavras, a série explora sensações de mau estar contemporâneo, tendo cada episódio uma história diferente. Centra-se no lado negro da vida aliado à tecnologia. A série é composta por vários episódios singulares que se ligam através de pequenos detalhes, onde histórias distintas revelam um mesmo mundo distópico. Cada episódio conta com um diferente elenco (de eleição), sendo que várias celebridades, como por exemplo, Miley Cyrus, já deram vida à série através das personagens que interpretam.

Fonte: Vulture

Outras sérias que valem a pena ver são Brooklyn 99, Suits, Tiny Pretty Things, Dark e Friends.

Escrito por: Maria Santos

Editado por: Mariana Mateus

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s