Fez-se História no Andebol Português!

Depois da histórica aparição da Seleção Portuguesa de Andebol no Europeu de 2020, onde conquistou um impressionante 6º lugar, chegou a vez de o fazer no Mundial, e os Heróis do Mar não desiludiram, conquistando assim um extraordinário 10º lugar.

Apesar de ainda não ter terminado, já se sabe (infelizmente) a posição da Seleção Portuguesa no Mundial que está a decorrer no Egito. Mas convém lembrar os mais distraídos que até esta histórica participação, o melhor resultado alcançado pela equipa das Quinas era um 12º lugar no Mundial de 2003 realizado em território nacional.

Esta é uma geração claramente ascendente e que dispõe de imensos talentos, promessas e experiência. Uma equipa que combina essa mesma experiência de jogadores como Humberto Gomes (Guarda-Redes de 44 anos), Alfredo Quintana (Guarda-Redes de 32 anos), Fábio Magalhães (Lateral Esquerdo de 32 anos), Daymaro Salina (Pivô de 33 anos), Pedro Portela (Ponta Direita de 31 anos) ou António Areia (Ponta Direita de 30 anos), entre outros, com a irreverência e talento dos “miúdos” Miguel Martins (Central de 23 anos), André Gomes (Lateral Esquerdo de 22 anos) ou Diogo Silva (Lateral Direito de 22 anos).

Fonte: O Jogo

Este Mundial não podia ter começado de melhor maneira para a Seleção Portuguesa. Com 3 vitórias em 3 jogos na fase preliminar. Uma vitória por 25-23 frente à Islândia, seguindo-se de outra espetacular por 33-20 frente a Marrocos e, finalmente, uma vitória contra a Argélia por 26-19. Passados à fase seguinte, Portugal encontrava agora a França, Noruega e Suíça. Uma derrota no 1º jogo frente à Noruega, daquelas que custa engolir, apenas por um golo 28-29, obrigava os portugueses a ganhar os dois jogos seguintes para passar aos Quartos-Final. Seguia-se a Suíça, uma vitória convincente por 33-29 enchia a equipa e todos os portugueses (que tanto precisam duma alegria neste momento de aperto em plena pandemia) de esperança para uma possível vitória sobre os Franceses. Mas tal não foi possível, a Seleção Francesa foi sempre mais forte e acabou por vencer 23-32.

Apesar da desilusão pelo resultado fica a imagem de um grupo que deu esperança e fez acreditar aqueles que vibram por este desporto e por Portugal, e de uma equipa que veio para ficar e para se impor entre os “grandes” do mundo do Andebol.

Obrigado Rapazes!

Escrito por: Renato Soares

Editado Por: Rafaela Boita

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s