Presidenciais 2021 – Marcelo Rebelo de Sousa e a corrida ao segundo mandato

Apesar de um primeiro mandato recheado de agudas problemáticas, os incêndios de 2017, o assalto em Tancos e a crise pandémica, Marcelo Rebelo de Sousa continua confiante e forte na reeleição para mais 5 anos a conduzir Portugal.

Fonte: ONU News, Daniela Gross

Marcelo Rebelo de Sousa, o atual Chefe de Estado português, foi entrevistado esta segunda feira por Anselmo Crespo (substituindo Miguel Sousa Tavares que se encontrava em isolamento profilático) numa entrevista em forma de retrospetiva dos momentos que mais marcaram o 1º mandado do Presidente da República.

Anselmo Crespo iniciou explanando as três grandes problemáticas que se podem dizer características do 1º mandato de Marcelo – os incêndios, como em Pedrógão Grande, o assalto aos Paióis Nacionais de Tancos e a atual crise pandémica provocada pela Covid-19. Dado o calibre do assunto, Marcelo aproveita para se referir ao assalto em Tancos, negando sendo uma “mancha no mandato”, para referir que fez a sua avaliação no local e que acredita que o julgamento que está a ser feito vai para além de restituir o prestígio das Forças Armadas.

Ainda no tema das forças de segurança portuguesas, abordou-se a polémica à volta do SEF e do homicídio de Ihor Homeniuk no aeroporto de Lisboa como mais um assunto que Marcelo tinha o dever de ser mais interventivo. Este justifica o seu silêncio até à data da demissão da diretora do SEF como uma maneira de não antecipar “juízos sobre processos criminais em curso”, apesar de fazer outro tipo de juízos, como já tem feito, por exemplo, a comunicar com a viúva do polícia atropelado em Évora.

Caso seja reeleito – o que a maioria das mais recentes sondagens apontam – alerta para o restante combate que tem de ser travado contra a covid-19, assim como a crise socioeconómica que com ela vai abalar o país e agravar as desigualdades – “quanto mais longo for tudo isto, maior o stress do sistema político”. Volta a referir que foi eleito “para decidir”, continua a ser o mesmo com os princípios de antes e tem fé que tanto as presidenciais como as autárquicas de 2021 não tragam mais uma “indesejável” crise aos Portugueses.

Questionado acerca da polémica que Ana Gomes começara na semana anterior, relativamente à legalidade do partido liderado por André Ventura, o Chega!, Marcelo deposita a sua confiança no parecer do Tribunal Constitucional – “não posso discriminar um partido, nem os eleitores”. Aponta que é presidente de todos Portugueses e não só das percentagens que o elegem.

Dada à proximidade do Natal e às medidas sanitárias que acompanham esta data importante para todos os Portugueses, Anselmo Crespo fez questão de pedir a opinião do atual Presidente da República em relação ao número ideal de sentados à volta da mesa da ceia de Natal. Marcelo Rebelo de Sousa responde expondo a sua agenda de almoços e jantares com 5 familiares por refeição, tendo em conta as medidas de países europeus que impuseram esse limite de, em média, 10 pessoas. Apela à situação dramática que é o Natal e os ajuntamentos de várias pessoas e pede aos Portugueses “façam um esforço!”.

Apesar de estar em isolamento profilático, Miguel Sousa Tavares não deixou de participar na entrevista. Numa mensagem ao atual PR, abordou o erro de não terem havido vacinas da gripe para todos os que precisavam dela, indagando a repetição da situação com as vacinas contra o coronavírus. Marcelo reconhece o erro (“Os portugueses foram enganados”) defendo a sua posição que fora fundamentada no discurso da ministra da Saúde. Ao mesmo tempo, pede que as expectativas em relação à vacinação não se elevem e espera que calendário das vacinas “não escorregue”.

A entrevista chega ao seu fim, deixando em aberto a recente discussão do diploma da eutanásia que está a ser feito na Assembleia da República. Nas palavras de Marcelo, “todos os cenários estão em aberto” e não esconde que se tiver dúvida relativas à constitucionalidade do projeto que irá vetá-lo, caso contrário não há conflito em promulgá-lo.

Escrito por: João Fonseca

Editado por: Miguel Brejo da Costa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s