O Equilíbrio do Caos

Estamos perante um dos maiores dilemas da sociedade internacional. Com a pandemia instalada, temos governantes que levam o assunto mais a sério que outros. De repente temos uma tácita, ou não, competição de empresas farmacêuticas empenhadas em encontrar a vacina para o vírus. Claro que é tudo em nome da saúde pública, como sabemos. Paralelamente assistimos a uma descarada rivalidade entre estados.

Temos, então, uma corrida à vacina para combater a Covid-19. Os Estados Unidos da América obviamente já se encontram no processo, por meio de promessas proferidas pelo seu Presidente: “Estamos a semanas da distribuição em massa da vacina”, afirma, com muita publicidade e com muito ruído de fundo com as eleições da década. A Rússia também o fez, mas parece mostrar um plano publicitário mais concreto, mais visível.

Relativamente aos ensaios clínicos, parecem promissores e a prova disso é que a Argentina já anunciou que terá 25 milhões de doses desta vacina, com o intuito de iniciar o processo de vacinação já durante o próximo mês. Será que é a Sputnik V que vai salvar o mundo? Estamos a falar de uma vacina que foi anunciada em agosto, e, já na altura, Vladimir Putin afirmou com toda a certeza que o seu país se destacou imediatamente na corrida.

Como seria de esperar, a comunidade científica internacional não viu este grande feito com bons olhos e ainda levanta inúmeras questões face à possibilidade de todo o processo ter lacunas na divulgação ou até mesmo inexistência de detalhes técnicos relativamente aos procedimentos. Neste momento, a vacina russa encontra-se na fase 3 dos ensaios clínicos, o que representa um momento crucial para conhecer os seus efeitos secundários de forma a conferir a sua eficácia. Só depois é que os especialistas podem considerar se, de facto, existem condições para a sua comercialização em massa. Ainda assim é de esperar a fase 4, que, por sua vez, consiste na vigilância permanente dos efeitos da vacina, por tempo indeterminado. A par da vacina anunciada pela Rússia, na fase 3, existem mais projetos promissores em andamento, sendo eles:

  • ChAdOx1 nCoV-19: AstraZeneca e Universidade de Oxford
  • Ad26.COV2-S: Johnson & Johnson
  • BNT162b2: Pfizer & BioNTech
  • CoronaVac: Sinovac Biotech

Será que estamos a ver a luz ao fundo do túnel? No que diz respeito à Saúde, talvez. E a Economia? Parece que não conseguimos ter os dois sectores a funcionar bem em simultâneo neste panorama apocalíptico. Se, por um lado, precisamos de ficar em casa para minimizar o risco de contágio ou disseminação, por outro a sociedade não sobrevive sem transações comerciais.

Já é complicado pagar a renda do restaurante ao final do mês com clientes, imagine-se como será se o mesmo restaurante for forçado a encerrar. É uma questão complexa porque para haver fluxos económicos também tem de haver saúde para o fazer. A economia é feita de pessoas, antes de tudo. Há toda uma dinâmica que parece estar comprometida e não sabemos até quando.

A verdade é que, se pararmos para pensar sobre isto, facilmente chegamos à conclusão de que não é fácil tomar decisões relativamente a este assunto tão delicado. Se há bem pouco tempo o estado de emergência nem era equacionado porque a economia não pode parar, uma semana depois já é uma palavra que voltámos a ouvir e a ler com alguma regularidade. Nos tempos que correm, nada é absoluto ou estático. Como diria Heraclito, filósofo pré-socrático, “nada é permanente, exceto a mudança”.

Fonte: VectorStock

Este artigo de opinião é da pura responsabilidade do autor, não representando as posições do Desacordo ou dos seus afiliados. 

Escrito por:  Lígia Martins

Editado por: Rafaela Boita

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s