Descobrir a Eslovénia

O ano de 1991 nunca será esquecido na Eslovénia, um país pequeno, tanto em dimensão como em números populacionais, sendo que conta com cerca de 2 milhões de residentes. Este ano foi um dos maiores, se não o maior ponto de viragem, tanto para o país como para os seus habitantes. A Eslovénia tornara-se finalmente independente da antiga República da Jugoslávia.

 

 

Dotada de uma riqueza natural, a Eslovénia é caracterizada pela imensidão de água que torna a paisagem única, com lagos, rios e riachos subterrâneos. Bled, o lago mais conhecido e também a principal imagem deste país, é uma paragem obrigatória para os verdadeiros amantes da natureza, local onde está evidenciada a única ilha da Eslovénia. É um paraíso globalmente conhecido há séculos, impressionando os visitantes com a sua beleza natural, a diversidade das lendas e a energia positiva que se traz quando de lá se volta. É possível descobrir todos os segredos deste sítio através de uma vista ao Castelo de Bled, de uma volta completa ao lago ou até, se a coragem chegar para tal, alugando um barco tradicional e remando até à ilha.

 

 

Ao longo das viagens desde a capital Liubliana até a qualquer cidade destino, a cor verde domina a paisagem, sendo que cerca de dois terços do território nacional é coberto com floresta.

A Eslovénia faz fronteira com quatro países – Áustria, Croácia, Itália e Hungria – e é banhada em 45km pelo Mar Adriático. Por possuir uma pequena zona costeira, torna-se atrativa tanto para os turistas como para os próprios eslovenos, que aproveitam o reflexo do sol no mar para relaxar. Piran e Koper são as principais cidades banhadas por este golfo mediterrâneo e por isso são também consideradas das mais turísticas neste país.

 

 

Um dos símbolos culturais mais famosos é o Carnaval Tradicional da Eslovénia em Ptuj, uma pequena cidade no noroeste esloveno. Conta com mais de 50 anos de prática e costume e foi considerado Património Cultural Imaterial pela UNESCO no ano de 2017. Kurenti é o nome dado aos protagonistas desta festa. Estas personagens originais geram, com os sinos que carregam, barulhos que têm como objetivo assustar o inverno e as forças do mal.

 

 

E por último mas, como se costuma dizer, “não menos importante”, a capital Liubliana. Sendo a maior cidade, é também o centro político, administrativo, económico, educacional e cultural da Eslovénia.

É através do castelo, símbolo distintivo há mais de 900 anos  situado no cimo de uma das maiores colinas da cidade, que é possível observar uma vista panorâmica de toda Liubliana, vista essa direcionada para o rio Ljubljanica que cruza as pontes que mais caracterizam a cidade: Triple Bridge, Dragon Bridge, Butcher’s Bridge e Cobbler’s Bridge. A praça principal denomina-se Prešeren Square devido ao mais famoso poeta, símbolo de orgulho nacional. São inúmeros os cantos e recantos que esta capital tem para oferecer, não podendo ficar de parte o atrativo Jardim Botânico, a colossal Catedral, o relaxante Parque Tivoli, o original edifício “Art Nouveau” e claro, o centro cultural inerente, Metelkova.

 

 

O panorama diversificado marca a beleza e a cultura deste país, com língua própria (o Esloveno) e um “slogan” memorável. Afinal, é através de palavras, sons, cores, toques, vistas e experiências que: I feel Slovenia!

 

Escrito por: Rita Fernandes

Fotografias de: Rita Fernandes

Editado por: Mariana Mateus

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s