A banana de 120 mil dólares que virou peça de Marketing

Pode parecer uma notícia ridícula e inacreditável, mas a verdade é que é real e está a espalhar-se por todo o mundo. Certamente já ouviram falar de uma banana madura colada à parede, como uma das obras expostas na feira de arte contemporânea Art Basel de Miami, e que, na semana passada, foi comida por outro artista, David Datuna, que visitava o stand da galeria Perrotin.

comedian-obra-de-maurizio-cattelan-a-venda-na-art-basel-em-miami-beach-1575642153183_v2_615x300

O artista italiano Maurizio Cattelan é o autor da obra da peça de fruta tinha sido vendida por 120 mil dólares, o que equivale a 108.511 euros e estava em exposição na Art Basel à poucos dias antes do sucedido.

Ao visitar a galeria, o artista nova-iorquino referido acima, decidiu comer a banana exposta, sendo este momento gravado, assim como a repreensão do mesmo, e publicado uma trilogia de vídeos no Instagram. “É uma performance. Chama-se Artista com fome”, diz Datuna enquanto come a banana, e ainda acrescenta às descrições dos vídeos: “Adoro o Maurizio Cattelan e gostei muito da instalação. Muito deliciosa”. Depois de acabar de comer a peça de fruta, David Datuna perguntou à assistência se alguém tinha um lenço de papel e uma representante da galeria olhava estupefacta, antes de ser retirado dali.

No entanto, a obra não se extinguiu ali, pois o encarregado das relações com museus da Gallerie Perrotin afirmou que a banana não seria eterna e era substituível, exibida novamente a obra, momentos mais tarde, com a banana substituta. Todavia, devido ao alvoroço que o fenómeno que se espalhou pelas redes sociais causou, a banana teria de ser retirada de exposição por razões de segurança da mesma.

Esta peça já teria sido comprada por 135 mil euros por colecionadores que não a ingeriram e é agora um fenómeno de marketing por todas as redes sociais, tendo aderência das mais diversas marcas e até serviços.

Entretanto, devido à polémica e à situação caricata a história já referida, esta espalhou-se e tem tido imensa fama, levando o artista que comeu a banana até a ser entrevistado pela Fox News.

Durante estes dias, recebi um grande número de mensagens, a maioria das quais muito positiva. Quero agradecer a todos pelo apoio. E mais uma vez eu quero explicar … Uma banana pode ser uma obra de arte – Sim, é claro! Mas então era necessário exibi-lo gratuitamente no museu e eu daria um aplauso permanente. Mas, neste caso, eu sempre responderei a essa instalação com meu próprio desempenho!

Parece-nos que David Datuna se divertiu bastante com a sua ação e continua a fazê-lo, sendo ainda incrédulo como todos ficaram estupefactos por este comer uma banana presa por fita na parede, no entanto a sua causa não era por pura diversão, mas mostrar como achava ridículo cobrar por tal obra, afirmando que não deixaria de ser arte por ser uma mera banana numa parede com fita adesiva.

Deste modo, esta ação pode ser vista como de facto genial por muitos, pois é uma manifestação da opinião do autor e do quão longe se pode levar certas obras de arte, ou só ridículo pela sua atitude.

Quem não deixou escapar a oportunidade de se aproveitar da situação para se promover, foram as diversas marcas por todo o mundo, que virão no acontecimento algo que poderiam aplicar na sua publicidade, apresentando produtos da sua empresa ou relacionados com esta, presos na parede pela fita adesiva. Entre estas marcas temos os famosos rebuçados da tosse de Dr. Bayard, a Sephora, a Control, e até a GNR, entre outros

View this post on Instagram

Skincare is an art 🍌🎨 @sc

A post shared by Sephora (@sephora) on


Quem também não escapou também à tentação de divulgar o seu nome e trabalho com esta estratégia foi a Magna Tuna Apocaliscspiana, que partilhou esta foto via story no Instragam:

Parece que a peça de fruta do momento é mesmo a banana, pelo menos enquanto os media não esquecem a história. Quem sabe não tentam recriar a obra de arte, mas não se esqueçam da fita adesiva.

Este artigo de opinião é da pura responsabilidade do autor, não representando as posições do Desacordo ou dos seus afiliados.

Escrito por: Rafaela Boita

Editado por: Cláudio Nogueira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s