A conquista da Magna Tuna Apocaliscspiana é uma visão da XIII edição do Portus Alacer

Nos dias 22 e 23 do passado mês de Novembro, a tuna do ISCSP, a Magna Tuna Apocaliscspiana, venceu os prémios de Melhor Estandarte e de Melhor Original, com a música “Capas do Tejo”, num festival de tunas localizado no inteiro alentejano.

A XIII edição deste festival, chamado Portus Alacer, foi organizado pela EnfTuna Académica da Escola Superior de Saúde de Portalegre, tuna que tocou também fora da competição.

O tema do festival foi “Uma Viagem no Tempo pelo mundo do Entretenimento”, e, por essa razão, as várias tunas trouxeram a nostalgia ao evento, sendo que a Magna Tuna Apocaliscspiana decidiu levar o “Big Show Sic”,  num ambiente teatral animado, baseando-se num antigo programa da SIC apresentado por João Baião.

O festival dividia-se entre o dia do regresso ao passado televisivo e uma noite de serenatas, na qual a tuna do ISCSP apresentou os temas  “Meu Amor”, que se trata de uma adaptação de Chico Buarque e “Passou por Mim e Sorriu”, uma adaptação do tema dos Deolinda, na noite de sexta feira.

No dia seguinte, deram-se então as atuações dentro do tema do festival e estiveram presentes várias outras tunas do país, tais como a Phartuna – Tuna de Farmácia de Coimbra, Real Tuna Infantina – Tuna Académica Mista da Universidade do Algarve e TAUA – Tuna Académica da Universidade dos Açores.

A tuna do ISCSP levou consigo cerca de 50 elementos, partindo do Instituto ao final da tarde de dia 22.

Felizmente fui um dos elementos que seguiu naquele autocarro e tive a oportunidade de ir ao festival, pela primeira vez, acompanhar a tuna, como candidata desta, e tenho a dizer que é uma boa experiência do meu ponto de vista. Durante aqueles dois dias a cidade de Portalegre vê algumas das suas ruas invadidas por trajados e acolhe-os. Ao fazer o grupo descolar-se a pé acabamos por conhecer um pouco melhor a cidade, do refeitório para a escola onde acantonamos, da escola para o espaço onde iriam atuar as tunas, etc. Nunca esquecer o caminho para o bar, há que saber mesmo com uns copos em cima como voltar. Por acaso não conhecia bem a cidade do interior alentejano. Portalegre é de facto uma cidade muito bonita devido ao seu lado rústico.

Quanto ao festival em si, existe um bom ambiente entre as pessoas, com muita animação e sempre muita música à mistura, não fosse este um festival de tunas. De manhã, ao almoço e à noite, há sempre tempo para uma musiquinha. O Portus Alacer é de facto um festival que não é só ótimo para os participantes, mas para os espetadores, é sempre bonito ouvir uma tuna tocar, então se for a da nossa universidade ainda mais gosto dá, não acham?

Antes de terminar gostaria de deixar o testemunho de um membro da tuna:

Inês Ribeiro: Eu sou a Inês e sou um membro recente da Magna Tuna ApocalISCSPiana. O Portus Alacer não foi o meu primeiro festival, mas foi sem dúvida um dos melhores que terei oportunidade de ir. Um festival é sempre um momento divertido no qual podemos conhecer outras tunas e passar bons momentos com a nossa tuna. A experiência no Portus foi muito positiva, a tuna que nos acolheu foi simpática e ganhamos dois prémios, o que foi um orgulho. Subir a palco com a minha tuna é sempre uma alegria, espero voltar um dia!

Este artigo de opinião é da pura responsabilidade do autor, não representando as posições do Desacordo ou dos seus afiliados.

Escrito por: Rafaela Boita

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s