Euro 2020: já estão formados os grupos

O Euro 2020 é a competição mais aguardada do ano que está para vir. Desta vez, em vez de ocorrer num único país, vai ter lugar em 12 cidades de 12 países diferentes. Hoje, às 17 horas, realizou-se o sorteio que define quais os países constituintes de cada grupo. Saiba quais são.

Grupo A
No grupo A, ficaram colocadas as seleções da Turquia, Itália, País de Gales e Suíça. A equipa italiana teve uma das melhores campanhas na fase de qualificação, sendo, portanto, a favorita. No entanto, este favoritismo não é assim tão grande – a seleção nacional do país já não é o que costumava ser. Apesar de terem quatro campeonatos do mundo e um campeonato da Europa, os italianos deixaram muita gente de boca aberta ao não se terem conseguido qualificar para o mundial do ano passado. Já os galeses, impressionaram pela positiva no Euro 2016 – o primeiro em que participaram – tendo chegado às semifinais. Tal sucesso deveu-se muito ao facto de terem os ilustres jogadores Gareth Bale e Aaron Ramsey na equipa. A Suíça, tendo alguns jogadores de referência como Granit Xhaka, Xherdan Shaquiri e Haris Seferović e estando na décima segunda posição do ranking de seleções da FIFA – dez lugares acima de Gales – também promete fazer uma boa figura. Por sua vez, a Turquia, é seleção deste grupo da qual mais se espera uma eliminação antes dos oitavos de final.

Grupo B
No grupo B temos o “tubarão” Bélgica, as “trutas” Rússia e Dinamarca – que não aquecem nem arrefecem – e o “peixinho de aquário”, Finlândia. A seleção belga encontra-se, neste momento, em primeiro lugar no ranking da FIFA, ficou em 3° no último campeonato do mundo e tem jogadores bastante poderosos como Eden Hazard ou Kevin De Bruyne. Algo de intimidar qualquer um, principalmente uma seleção que está a participar pela primeira vez no Euro – a seleção finlandesa. Será que os estreantes escandinavos vão ser logo eliminados à primeira ou será que vão surpreender?

Grupo C
Aqui, a favorita é a Holanda – em grande parte por ser o país de Virgil Van Djik, vencedor do prémio de melhor jogador da UEFA deste ano e dos jovens talentos Frenkie De Jong e Matthijs De Ligt. Vai defrontar a Ucrânia – que se estreou no Euro em 2012, por ter sido a anfitriã – a Áustria – seleção que não tem tido grandes resultados nos últimos anos – e o país vencedor do play-off D que tanto pode ser a Geórgia, o Kosovo, a Macedónia do Norte ou a Bielorrússia.

Grupo D
Neste grupo calharam duas grandes seleções. A Croácia – que embasbacou o mundo ao atingir o segundo lugar do último campeonato do mundo e que é o berço do atual detentor da bola de ouro, Luka Modrić – e a Inglaterra – seleção do país onde nasceu o futebol e representada por alguns dos melhores jogadores da atualidade como Harry Kane, Trent Alexander-Arnold, Harry Maguire e Raheem Sterling. Depois temos a modesta República Checa e teremos o vencedor do play off C, disputado entre a Escócia, a Noruega, a Sérvia e Israel.

Grupo E
No grupo E vamos poder ver o tiki-taka espanhol (Espanha) – que já proporcionou aos nossos vizinhos dois títulos europeus seguidos, em 2008 e 2012 – a Polónia do brilhante ponta de lança, Robert Lewandowski, a Suécia, já sem o icónico e polémico Zlatan Ibrahimović e uma das seleções que vão competir no play off B – Bósnia e Herzegovina, República da Irlanda, Irlanda do Norte e Eslováquia.

Grupo F
O nosso paraíso à beira-mar plantado e atual detentor do título europeu (Portugal) ficou no grupo mais difícil de todos. Como rivais, temos a imponente França – a mais recente campeã do mundo – e a mítica Alemanha, que apesar de ter tido uma performance desastrosa no Mundial de 2018, recuperou a boa forma e fez uma boa campanha na fase de qualificação, com uma seleção jovem e renovada. O quarto país ainda vai ser definido, através do play-off A, no qual vai participar a Islândia, a Bulgária, a Hungria e a Roménia.

O jogo de abertura vai realizar-se dia 12 de Junho e vai ser um confronto entre a italianos e a turcos, no Stadio Olimpico de Roma. O campeonato terá a duração do mês, com a final a 12 de Julho no histórico Wembley.

Escrito por: Beatriz Gouveia Santos

Editado por: Cláudio Nogueira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s