The Simpsons: está a chegar a 30ª edição de “Treehouse of Horror”

O episódio mais esperado do ano para todos os fanáticos pela família Simpson está quase a estrear: a 30ª edição de “Treehouse of Horror” chega aos ecrãs no próximo dia 20 de Outubro e promete ser boa, com as suas paródias de Stranger Things e The Shape of Water. 

simpson-parodie-stranger-things-1

O episódio especial irá estrear no dia 20 de Outubro.

Cada temporada, exceto a primeira, desta famosa série de animação que já está no ar há 30 anos, conta com uma edição de Treehouse of Horror, ou seja, um episódio de Halloween. Estes episódios são todos não-canónicos – não fazem parte da história original – e contam sempre com três mini-stories cujos temas abordam o sobrenatural, o fantástico, ou a ficção científica. Recordaremos, agora, dez das mais memoráveis ou interessantes mini-stories de Halloween dos Simpsons.

“Bad Dream House” – Treehouse of Horror I (Temporada 2, Episódio 3)

maxresdefault

“Bad Dream House” pode não ser a mais impressionante ou cativante história de Halloween da série, mas merece ser recordada pois foi, precisamente, a primeira de todas. Numa paródia de “The Amityville Horror”, os Simpsons mudam-se para uma grande casa que se encontrava a um preço incrivelmente barato. No entanto, começam a deparar-se com vários eventos paranormais: Homer descobre um vórtex na cozinha, Bart é estrangulado por um cabo e, ao tentar adormecer, todos os membros da família exceto Marge são vítimas de uma lavagem cerebral que os induz a matarem-se uns aos outros.

Felizmente, a matriarca da família impede tal sucedido. Mais tarde, é revelado que a casa foi construída por cima de um antigo cemitério índio e esta, personificadamente, ameaça os seus habitantes, dizendo que eles vão morrer de uma maneira terrível. A família, no entanto, enfrenta-a respondendo que, se vão viver juntos têm de se aceitar mutuamente. A casa pede um momento para pensar e, no final, autodestrói-se, pois acredita que isso é preferível a viver com os Simpsons.

“King Homer” – Treehouse of Horror III (Temporada 4, Episódio 5)

jnCQr

“King Homer” é uma pequena história reproduzida a preto e branco e uma óbvia paródia de “King Kong”. Aqui, Marge, no papel de jovem aventureira dos anos 30, junta-se a dois expedicionários (representados por Mr. Burns e Smithers) que têm o objetivo de encontrar um macaco gigante apelidado de King Homer. Depois de conseguirem capturá-lo, fazem dele uma grande atração da Broadway, mas este não se mostra muito feliz com isso. Durante uma atuação, King Homer consegue soltar-se dos ferros onde está preso e pega em Marge, levando-a com ele, para além de comer várias pessoas pelo caminho. Mais tarde, tenta subir ao topo do Empire State Building, mas acaba estatelado no meio da rua. No final do episódio, o macaco casa-se com a jovem e, apesar de comer o pai dela, esta não se importa. Eventualmente, viveram felizes para sempre.

“The Thing and I” – Treehouse of Horror VII (Temporada 8, Episódio 1)

C9e7FZDWsAALamz

Esta foi, provavelmente, a mini-história que mais cativou e marcou os espetadores. Eu própria, considero-a a melhor e mais interessante história de Halloween dos Simpsons, pois revela, apesar de não-canonicamente, um segredo obscuro da família: Bart tem um irmão gémeo. O seu nome é Hugo, vive trancado no sótão da casa e é alimentado somente com cabeças de peixe. Homer e Marge tentam ao máximo esconder de Bart e Lisa a existência do seu quarto filho, mas as crianças acabam por descobrir.

Depois de uma chamada de Marge, Dr. Hibbert, o conhecido médico de Springfield, aparece e explica a Bart que, quando ele nasceu, tinha um gémeo siamês ao qual estava ligado pela cintura. No entanto, esse gémeo era, supostamente, “malvado”, então os seus pais decidiram encarcelá-lo. O rapaz acredita na história e mostra uma cicatriz que tem da cintura. A posição desta revela algo aterrador: o gémeo “malvado” afinal era ele e não Hugo. Assim, Homer e Marge, trocam os gémeos de lugar, fechando Bart no sótão e deixando Hugo conviver com eles. Se este episódio fosse canónico, teríamos de assumir que, a partir da oitava temporada, o rapaz que aparece na série é Hugo e não Bart.

“Citizen Kang” – Treehouse of Horror VII (Temporada 8, Episódio 1)

simpsons0806p5-d519beb08e2042ebe7210854426fdfef

No mesmo episódio de “The Thing and I”, temos esta paródia do filme “Citizen Kane” que, por sua vez, também chama imenso à atenção por ter a participação de figuras importantes da vida real. A história começa com Homer a pescar quando é, subitamente, raptado pelos aliens Kang e Kodos, que lhe perguntam quem é o seu líder. Homer responde que vai haver eleições na semana seguinte e que o próximo presidente pode ser ou Bill Clinton, ou Bob Dole.

Os extraterrestres, então, decidem raptar os candidatos e, mais tarde, apoderam-se da sua forma e tomam o seu lugar. Homer tenta salvar os candidatos reais, que estão presos na nave de Kang e Kodos mas, ao invés disso, máta-os ao ejetá-los para fora desta. Quando regressa ao planeta terra, expõe os candidatos como sendo aliens, mas a eleição é levada a cabo na mesma. É sugerido, no final, que Kang foi o vencedor e que todos os seres humanos foram transformados em escravos.

“Fly vs Fly” – Treehouse of Horror VIII (Temporada 9, Episódio 4)

Simpsons_09_07_P5

“Fly vs Fly” é, também, uma das mini-stories de “Treehouse of Horror” mais queridas dos fãs da série, tendo dado origem a muito material de merchandising. Depois da família ter comprado um teletransportador numa feira de quintal, Bart, ao entrar dentro deste juntamente com uma mosca acaba por se tornar em duas criaturas diferentes, um rapaz com cabeça de mosca e uma mosca com cabeça de rapaz, devido à junção de partículas.

A família, apesar de estranhar ver Bart com cabeça de mosca, aceita-o, enquanto que a mosca com cabeça de Bart tenta encontrar uma maneira das coisas voltarem ao normal. De noite, vai ao quarto de Lisa e esta vê a sua sombra na parede e tenta ajudá-lo a voltar a ser quem era, mas é subitamente atacada pela outra criatura, que come a mosca com a cabeça do rapaz. Posto isto, Lisa empurra o rapaz com cabeça de mosca para dentro da máquina e tudo regressa ao normal. Bart volta a ser Bart e a mosca volta a ser mosca.

“Life’s a Glitch, Then You Die” – Treehouse of Horror X (Temporada 11, Episódio 4)

simsponsdickclark

Quem se lembra da passagem do milénio também se deve lembrar, com certeza, do rumor de que os computadores iriam ficar descontrolados devido a um bug e que iriam passar do ano de 1999 para o ano de 1900, em vez de 2000. “Life’s a Glitch, Then You Die” aborda exatamente esse tema. Depois de Homer se esquecer de programar corretamente o computador do seu escritório na central nuclear de Springfield, um vírus propaga-se e tudo aquilo que é minimamente controlado por máquinas ou por programas eletrónicos começa a funcionar de um modo desorientado e caótico, dão-se casos desde explosões de eletrodomésticos a quedas de aviões.As autoridades, ao sentir que a destruição da terra está iminente, decidem evacuá-la e enviar vários foguetões para Marte.

Lisa, tendo lugar reservado num dos foguetões, é obrigada a escolher apenas um dos progenitores para a acompanhar. Escolhe prontamente a mãe, que leva Maggie ao colo, deixando o pai e o irmão para trás. Estes, no entanto, encontram outro foguetão e entram nele, pensando que se estão a salvar. Acontece que, uma vez no espaço, o foguetão em vez de voar em direção a Marte voa em direção ao Sol. Contudo, Homer e Bart morrem antes do foguetão atingir a grande estrela do sistema solar, pois ejetam-se para fora dele e os seus corpos explodem. Um final aparentemente trágico, mas que acaba por ser cómico pois todos sabemos que o episódio não é canónico.

“Frinkenstein” – Treehouse of Horror XV (Temporada 15, Episódio 1)

Frink-seu-pai-e-Lisa-Simpson-1280x720

O cientista louco de Springfield, Jonathan Frink, ganha o prémio Nobel e começa a pensar que o seu pai, morto por um tubarão, ficaria muito orgulhoso caso visse tamanha conquista. Arranja, então, uma maneira de trazer o seu pai à vida, acrescentando-lhe peças de robot nas partes do corpo que lhe faltavam, de modo a que este possa comparecer na cerimónia de entrega do prémio.No entanto, o homem acaba por tornar-se num monstro (uma clara referência a “Frankenstein”), saindo à rua para assassinar vários transeuntes e ficar-lhes com partes da anatomia, o que causa grande angústia no seu filho.

Quando chega o dia de viajarem para a Suécia para a entrega do Nobel, Frink Senior tenta comportar-se corretamente e demonstra estar muito orgulhoso, mas acaba por roubar os cérebros de vários cientistas da audiência para ficar mais inteligente. Frink Junior, para parar o pai, não tem escolha a não ser matá-lo com um pontapé na virilha. Mas tudo acaba por se recompor, pois, mais tarde, cria um mecanismo que lhe permite comunicar com a alma do falecido.

“In the Belly of the Boss” – Treehouse of Horror XV (Temporada 16, Episódio 1)

maxresdefault_205

“In the Belly of the Boss” é mais uma das pequenas histórias de Halloween nas quais as invenções do Professor Frink causam problemas. Durante uma feira de novas invenções, este faz uma demonstração de uma máquina que diminui as coisas, ao tornar um comprimido gigante num comprimido de tamanho normal. Acontece que, ainda quando o comprimido estava em tamanho grande, Maggie, pensando tratar-se de uma piscina de bolas, entra lá para dentro.

Para piorar a situação, o comprimido é entregue ao patrão de Homer, Montgomery Burns, que o engole. A família Simpson, ao aperceber-se do que acontecera à mais pequena, sujeita-se a ser também diminuída e entrar dentro do corpo de Mr. Burns dentro de uma nave especial, o que acaba a ser uma viagem bastante engraçada. Conseguem resgatar Maggie mas deparam-se com um novo problema: para a bebé entrar na nave, Homer tem de sair e ficar dentro do patrão.

“Tweenlight” – Treehouse of Horror XXI (Temporada 21, Episódio 4)

treehouse_of_horror_.jpg

A saga “Twillight” foi uma das tramas adolescentes que mais apaixonou os jovens no final da década de 2000. Como tal, não podia escapar a uma paródia ilustrada numa Treehouse of Horror dos Simpsons. Nesta história, Lisa conhece e apaixona-se por Edmund (paródia de Edward Cullen), um rapaz bonito e enigmático que a salva de ser atropelada após desviar vários veículos apenas com as mãos. Depois destes incidentes, Edmund leva-a para a floresta e revela-lhe que é um vampiro. A rapariga, em vez de assustada, fica encantada com a revelação e convida o jovem para ir jantar a sua casa e conhecer os seus pais.

No dia do jantar, Edmund traz com ele o seu pai, que é supostamente o conde Drácula. Depois ambos de se sentirem altamente envergonhados com o comportamento dos seus progenitores, Lisa e Edmund fogem juntos. Homer e o conde Drácula partem à procura deles, e encontram-nos a escalar uma torre situada no final de um bairro aparentemente frequentado por muitos vampiros. Descobrem, então, que o jovem vampiro tem a intenção de morder Lisa, que não se mostra feliz com a ideia uma vez que não quer ficar com oito anos para sempre. Homer acaba por salvar a filha, sendo mordido ele em vez dela. Uma nobre atitude vinda deste pai de família ignorante e disfuncional.

“The Others” – Treehouse of Horror XXV (Temporada 26, Episódio 4)

Los-Simpson-han-empeorado-con-los-anos

Homer é atacado, durante o sono, por fantasmas. Ao tentar apanhá-los descobre que estes são, curiosamente, as versões de 1987 dele e da família, quando os episódios da série tinham apenas um minuto de duração e passavam no Tracey Ullman Show. O pai de família desenvolve uma atração pela antiga versão da sua mulher, o que desencadeia uma série de acontecimentos trágicos. Marge, suicida-se por ciúmes, razão também pela qual o Homer de 1987 mata a sua versão atual. Bart convence Lisa a suicidar-se e mais tarde é morto pelo fantasma desta como forma de vingança. Willie, o jardineiro da escola, aparece e leva os corpos das criança. É implícito, mencione-se, que também assassinou Maggie.

O que é mais surpreendente na história, no entanto, é o final. Depois do fantasma de Lisa se questionar acerca da existência de outras encarnações dos Simpsons, várias versões da família aparecem à porta de casa. Entre estas contam-se a versão animal da família, a versão minion as versões em anime e Lego e ainda as versões feitas no estilo de animação de Chomet, Adventure Time e South Park. Muito criativo e simplesmente espetacular.

Escrito por: Beatriz Gouveia Santos

Editado por: Cláudio Nogueira e João Rego

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s