Review Avengers: Endgame, um dos melhores de sempre (Sem Spoilers)

O Jornal desacordo assistiu, na passada quarta-feira, por volta das 10h, àquele que é o último filme desta grande primeira etapa do Universo Cinematográfico Marvel, Avengers: Endgame. A Marvel e a Disney, bem como os diretores Anthony e Joe Russo, já apelaram para que nada fosse divulgado da parte de quem já teve a oportunidade de assistir ao filme, e o desacordo corrobora o apelo dos produtores. Não só não haverá spoilers neste artigo, como também pedimos para que, quem já viu, não divulgue nada na caixa de comentários. 

O filme não só é o maior blockbuster de super-heróis/ ficção científica (como comprova o recorde de maior receita de pré-vendas, alcançado em apenas 6 horas), como se prepara mesmo para ultrapassar o filme com a maior receita bilheteira de sempre, Avatar, de James Cameron.

A verdade é que tudo isto pode explicar-se por uma razão muito simples: é o grande final da Infinity Saga, que se iniciou em 2008 com o primeiro Iron Man e termina agora, após 21 filmes, com Endgame. Mas nem só isso faz parte do hype sentido pelos fãs, cujo amor pela Marvel já vem desde as comics. Saber que metade dos seus super-heróis favoritos tinham sido aniquilados pelo grande e poderoso vilão Thanos no anterior filme, Infinity War, é, também, um motivo forte o suficiente para ir ver esta obra cinematográfica, pois todos querem perceber se o estalo pode ou não ser revertido.

Depois de visualizar o filme, a conclusão a que se chega é que é muito mais do que isso. São 3 horas de fan service e pura emoção, uma verdadeira montanha russa, que nos leva não só por caminhos de genuína felicidade, como também nos vai partindo o coração, ao mesmo tempo que nos enche de orgulho. Parece contraditório, é verdade, mas por este motivo é que Endgame está tão bem construído: leva-nos a sentir tudo aquilo que os personagens sentem, chegando mesmo a achar que tudo o que se passa naquela tela está a acontecer na realidade.

A preocupação dos irmãos Russo em apresentar um enredo que satisfizesse os fãs foi evidente, com vários momentos que fecham e explicam melhor alguns arcos desta saga, referências a momentos específicos das Bandas Desenhadas e a algumas frases de filmes anteriores. O fã nunca sairá do cinema com a sensação de que não foi satisfeito. Prometem-se gritos, lágrimas, gargalhadas e muito, muito êxtase.

E é a conjunção de todos estes fatores que nos pode levar a deduzir, sem qualquer dúvida, que Avengers: Endgame irá ficar para a história como o melhor filme de super-heróis de sempre. Isto é apenas uma pequena parte daquilo que o filme representa, sendo que é preciso assistir ás 3 horas dele para que se possa sentir tudo o que aqui foi contado, porque o sentimento que se tem ao aparecerem os créditos finais é indescritível.

Este artigo de opinião é da pura responsabilidade do autor, não representando as posições do desacordo ou dos seus afiliados. 

Escrito por: Daniela Carvalho e Bruno André

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s