Conhecer Portugal – Vila Nova de Santo André

Um paraíso de praias “virgens” e areais infindáveis, na costa mais bela e secreta do nosso país.

É neste contexto que se insere a pequena cidade de Vila Nova de Santo André, no Litoral Alentejano. Esta localidade alberga na sua proximidade algumas das praias mais preservadas do país, com dunas e areia a perder de vista, áreas de reserva natural e belas paisagens.

Para além das praias, como a do Monte Velho ou a praia da Fonte do Cortiço (ou “Areias Brancas”) e das reservas naturais, como a das Lagoas de Santo André e da Sancha, tem também uma atração especial que é o Badoca Safari Park.

Santo André ganhou estatuto de cidade em 2003 e foi, em meados do século xx, a única em Portugal a ser criada de raiz. Começando a ser construída em 1973, foi pensada como suporte residencial para os operários do grande projeto industrial que nascia em Sines, no entanto, com o passar das décadas foi-se distanciando do seu projeto inicial e transformou-se numa cidade com cerca de 11 000 habitantes e que passa despercebida ao lado das cidades vizinhas mais conhecidas, Sines e Santiago do Cacém.

Por ter menos visibilidade que estas duas e por talvez lhe faltar uma identidade mais característica é que se torna uma cidade mais apelativa e confortável para se viver.

Foi construída numa zona onde só existia dunas e pinhal e portanto é muito ampla e possui também excelentes espaços públicos, o que confere à mesma um ambiente bastante agradável e por estar a apenas uma hora e meia de Lisboa não se sente qualquer necessidade de um ambiente mais citadino, pois o que eventualmente poderá ter em falta facilmente também se encontra nas duas cidades vizinhas.

Acrescentado a estas características o facto de ter excelentes praias, maioritariamente preservadas do conhecimento geral, ótimos restaurantes, espaços públicos bastante convidativos e uma localização que não se enquadra na ideia de isolamento (por vezes intrínseca quando pensamos no Alentejo) torna esta cidade não só excelente para se viver, mas também perfeita para um verão mais relaxante e longe dos típicos destinos turísticos do nosso país.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escrito por: Eduardo Silva

Editado por: Cláudio Nogueira

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s