91ª Cerimónia dos Óscares

Na passada noite de domingo celebrou-se a 91ª cerimónia dos Óscares, um dos mais esperados — senão o mais esperado — evento que premeia os que trabalham na indústria do cinema. A cerimónia abriu com uma performance dos Queen em conjunto com Adam Lambert, onde tocaram as músicas “We Will Rock You” e “We’re The Champions”, duas das suas músicas mais conhecidas.

Em seguida iniciou-se a entrega dos prémios tão esperados. No palco apareceram Tina Fey, Maya Rudolphs e Amy Poehler que fizeram uma pequena introdução cheia de humor, explicando que nesta edição não haveria apresentador depois de Kevin Hart ter desistido do papel, algo que não acontecia desde o ano de 1989. As três atrizes anunciaram então o primeiro prémio da noite – “Melhor Atriz Coadjuvante” – que foi entregue a Regina King pela sua participação no filme “Se Esta Rua Falasse”. Mahershala Ali recebeu o de “Melhor Ator Coadjuvante”, pelo filme “Green Book”, sendo ele e King dos nomeados favoritos ao prémio.

Um dos grandes vencedores da noite foi “Green Book” que ganhou o tão desejado “Melhor Filme”, assim como de “Melhor Argumento Original”. “Roma”, um forte candidato a este prémio, acabou por ganhar apenas o título de “Melhor Filme Estrangeiro” sendo, contudo, o primeiro filme mexicano a receber este prémio. O seu realizador, Alfonso Cuarón, venceu o prémio de “Melhor Realizador”.

Olivia Colman, que participou no filme “A favorita”, recebeu o título de “Melhor Atriz Principal” e Rami Malek recebeu o de “Melhor Ator Principal” pelo seu desempenho como Freddie Mercury em “Bohemian Rapsody”, sendo este o quinto prémio que recebe pelo papel. Este último filme também venceu os prémios de “Melhor Montagem”, “Melhor Mistura de Som”, “Melhor Edição” e “Melhor Edição de Som”.

Spike Lee ganhou o seu primeiro óscar pelo filme “BlacKKKlansman” como “Melhor Argumento Adaptado”.

“Homem Aranha: No Universo Aranha” levou os óscar de “Melhor Filme de Animação”, sendo a primeira vez desde 2012 que a Disney não recebe este prémio, tendo como nomeados “Os Incríveis 2” e “Ralph Vs A Internet”. Contudo, em conjunto com a Marvel, o filme “Black Panther” recebeu os óscares de “Melhor Score Original”, “Melhor Design de Guarda Roupa” e “Melhor Design de Produção”. A Pixar recebeu por “Bao” o prémio de “Melhor Curta Metragem Animada”.

O “Melhor Documentário” foi entregue a “Free Solo”, no qual dois portugueses trabalharam na produção musical, enquanto “Period. End Of Sentence.” recebeu o óscar de “Melhor Documentário Curto”. “First Man” ganhou o prémio de “Melhores efeitos visuais”.

Mesmo sem apresentador, a cerimónia ficou marcada por bastantes emoções. Entre as performances da noite destacam-se Jennifer Hudson que cantou “I’ll Fight”, canção do do filme “RGB”; Melissa McCarthy, nomeada para o óscar de “Melhor Atriz”, que ao apresentar o óscar de “Melhor Design de Guarda Roupa”, com Brian Tyree Henry, deixou o público em grandes risadas devido ao seu guarda roupa diferente, cujo vestido de McCarthy tinha colados variados coelhos de peluche; por fim, Lady Gaga, que ao piano e acompanhada de Bradley Cooper, cantaram a música que lhes deu o óscar de “Melhor Canção Original”, “Shallow”, sendo este um dos momentos que deixou o público maravilhado.

Escrito por: Ângela Pereira

Editado por: Inês Queiroz

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s