Diabo na Cruz e “Lebre” nos coliseus

O álbum “Lebre“, da banda Diabo na Cruz, anda à solta desde março. Após o lançamento dos singlesForte” e “Roque na Casa“, que acordaram a música portuguesa, a banda regressa aos coliseus para apresentar ao vivo as novas composições.

É já no dia 15 de novembro no Coliseu de Lisboa e no dia 22 no Coliseu do Porto que a banda se apresenta de novo aos fãs. Nos palcos poderemos contar com a presença habitual de Jorge Cruz, vocalista e guitarrista, o baterista João Pinheiro, o teclado de João Gil, Bernardo Barata no baixo, a viola braguesa manuseada por Sérgio Pires e ainda na eletrónica e percussão o músico Manuel Pinheiro.

diabo na cruz

cartaz oficial “Diabo na Cruz” nos coliseus

Os Diabo na Cruz anunciam com “Lebre“, o quarto álbum de originais, um momento de homenagem à musicalidade e cultura portuguesa. Em simultâneo com a celebração de dez anos da existência da banda, os músicos decidiram reviver tradições e histórias que marcam a intemporalidade do que é “ser português”.

Este novo projeto vem trazer uma dicotomia entre o sagrado e o profano, o passado e a mudança, nesta que é uma banda rock inspirada nos sons da tradição. A ligação com o público faz-se exatamente na proximidade com os ritos e costumes mencionados ao longo das músicas, onde o próprio ouvinte é parte da história ou reconhece nela um pouco da sua vivência.

Somos assim entusiasmados a seguir a força interior, num confronto entre avançar e ficar estagnado com a música “Forte” que abre o disco. Seguida de uma “Procissão” que nos leva em compasso até ao “Roque da Casa“. Este single é uma crítica à sociedade do individualismo e da era online. E como se não bastasse somos arrebatados pela “Terra Ardida” num jeito de manifesto ao sentimento de perda e luta. Alegramos e dançamos com o “Malhão 3.0“, uma versão contemporânea dos bailes de verão. Entre muitas outras odes em forma de música chegamos ao fim da “Lebre” com o singlePortugal“.

diabo na cruz2.png

capa do disco “Lebre”, Diabo na Cruz

O álbum já se encontra disponível e pronto para ser escutado. A capa do disco remete-nos até ao trabalho da ilustradora Ana Afonso, que colabora em diversos livros juvenis e revistas.

Os Diabo na Cruz estão ansiosos por levar a “Lebre” até aos coliseus, que merece ser ouvida ao vivo, em mais um concerto energético desta banda rock portuguesa.

Escrito por: Ana Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s