Mega Man 11: O regresso do “Blue Bomber”

20181008230044_1

Oito anos depois, a mascote clássica da produtora de vídeo jogos japonesa CAPCOM está de volta. Mega Man tem uma nova aventura, oito novos vilões para derrotar e obter poderes. Os fãs e jogadores têm mais frustração e nostalgia de um novo clássico.

Desde a saída de Keiji Inafune da CAPCOM em 2010, a saga de vídeo jogos Mega Man ficou órfão do “seu” criador e foi bastante negligenciado pela própria empresa, aparecendo em curtas aparições como Street Fighter X Tekken. Mascote da companhia durante décadas ao lado de Street Fighter, passou a ser mais de uma das franchises “em hibernação” da CAPCOM, com vários projetos cancelados durante estes últimos anos. No entanto, em 2017, com o trigésimo aniversário do “Blue Bomber”, a companhia revelou as compilações “Mega Man: Legacy Collection” e “Mega Man X: Legacy Collection”, de forma a trazer as séries clássicas para software moderno. No mesmo dia, no fim da celebração que foi feita pela Twitch, foi anunciada a nova aventura, como uma data estipulada para o outono de 2018. Agora que Mega Man está de volta, resta saber se está ao tamanho do seu novo desafio: se a aposta da CAPCOM, mesmo sem os criadores originais, valerá a pena.

20181007223236_1

Em termos narrativos, Mega Man 11 expande o passado do Dr.Light, o criador do robô justiceiro Mega Man, e do maléfico Dr.Wily, mostrando o motivo da sua separação e que nem tudo é tão preto no branco. Ao iniciar o jogo, o jogador visualiza um flashback aos tempos em que Light e Wily estavam a preparar as suas primeiras investigações no ramo da evolução dos robôs. Light defende que os robôs deviam criar consciências artificiais, de forma a tomarem decisões acertadas e para orientarem o seu destino como uma ferramenta que o Homem pode contar. Wily, por um outro lado, defende a criação do sistema Doble-Gear, que permite aos robôs irem além do seu potencial para poder auxiliar a humanidade, especialmente para se tornarem “super heróis”. Light opõe-se a investigação, por que causa grande desgaste aos robôs e torna-os imprevisíveis, levando à frustração de Wily e a polarização dos seus ideais. Anos depois, Wily decide por em prática o seu protótipo, capturando oito novos robot masters que Mega terá de enfrentar com uma tecnologia que vai testar os seus limites.

20181007222810_1

Esteticamente, especialmente porque os últimos dois jogos da série foram feitos em 8-bit (a capacidade gráfica de maior parte das consolas de vídeo jogos da década de 80 e inícios dos anos 90 do século passado) como Mega Man 1-6 (1987-1994), este é o primeiro jogo da série que evolui para personagens tridimensionais em cenários bidimensionais (apelidado de 2,5D), refrescando o estilo do jogo e trazendo uma maior variedade de formas, cores e efeitos. Mega Man 11, sendo um jogo com um maior orçamento, trouxe voz às personagens clássicas, sendo bastante competentes e que levam o argumento a sério (ao contrário de Mega Man 8 para a Playstation 1). Em relação à banda sonora do jogo, a música podia ser melhor, contendo peças antigas (como o jingle de vitória, da introdução do robot master e outros) e peças novas (temas do nível de Blast Man e Tundra Man, por exemplo), mas não se compara às peças que usavam o som 8-bit dos jogos antigos.

20181008233132_2

Contudo, um jogo Mega Man só é um jogo Mega Man se tiver o seu estilo único: a sua dificuldade. Nesse aspeto, Mega Man 11 está perfeitamente equilibrado. Existem 4 níveis: Newcomer, Easy, Normal e Super Hero. Cada dificuldade assenta em equilibrar o jogo para diferentes jogadores. Os níveis tornaram-se mais difíceis com novos obstáculos e a utilização de elementos físicos, como o vento, gelo ou fogo, para alterar a forma como se joga cada nível. Os inimigos regressam com maior intensidade do que antes, integrando-se à mecânica dos níveis. Tal como os jogos anteriores, o jogador tem de derrotar 8 robot masters, adquirir as suas habilidades, melhorar o arsenal de Mega e defrontar o Dr.Wily. Surpreendentemente, Mega Man 11 introduziu uma nova habilidade que muda completamente o jogo: o sistema Double Gear. Durante um curto período de tempo, Mega pode usar abrandar o tempo ou aumentar a sua capacidade de disparo. Mas esta habilidade não é exclusiva ao protagonista, muitos inimigos conseguem usá-la para fazer ataques de desespero que dão o dobro do dano.

20181010223043_1

No geral, Mega Man 11 mantém-se fiel à fórmula da série, mas introduz novas soluções que permitem injetar uma nova vitalidade. O maior desafio que Mega Man 11 vai ter não será agradar aos fãs da série, mas puxar novos fãs que tenham interesse no seu legado. O sucesso de Mega Man 11 ditará a continuação da série e futuros jogos. Bem-vindo de volta Mega Man!

Nota Final: 8,5/10

Este artigo de opinião é da pura responsabilidade do autor, não representando as posições do desacordo ou dos seus afiliados. 

Escrito por: Guilherme Lopes

Editado por: André Blayer

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s