Um olhar sobre “Avengers: Infinity War”

Estreou na última quarta feira, dia 25 de Abril, nas salas de cinema portuguesas o mais recente filme da Marvel, “Avengers: Infinity War” ou, em português, “Vingadores: Guerra do Infinito”.

Este é o tão esperado filme que volta a reunir os Vingadores, sendo que o último filme dos Vingadores é de 2015, em que tiveram de vencer Ultron.

Desde então muito aconteceu e a reunião das personagens é um tanto complicada pois acontecimentos de filmes anteriores, como em “Capitão América: Guerra Civil” e que os fãs da saga devem lembrar-se, deixaram os super-heróis afastados sem estarem para grandes animosidades.

No entando, neste filme, estamos perante o vilão há muito esperado. Nos últimos filmes da Marvel a personagem tem marcado presença em cenas após os créditos ou nos Guardiões da Galáxia, em que nos são contadas pequenas informações, que levam a crer que irá atacar. Finalmente cá está ele, Thanos, e é preciso esquecer certos rancores do passado para se unirem e vencê-lo.

O início do filme tem um começo por si já agitado mas rapidamente o ritmo do filme vai acelerando com as situações a escalarem e Thanos a querer apoderar-se de todas as Infinity Stones (Jóias do Infinito), seis pedras/jóias extremamente poderosas, cada uma representando um aspeto do universo. Existe a da mente, a do tempo, a da alma, a do espaço, a da realidade e a do poder. Estes são os nomes agora oficializados mas já as tínhamos conhecido com outra nomenclatura em filmes anteriores, como por exemplo a pedra do espaço foi conhecida como Tesseract e o Olho de Agamotto, que soubemos da sua existência em “Doctor Strange”, é a pedra do tempo.

A luta contra Thanos e os seus seguidores para que estes não obtenham estas pedras é levada pelos Vingadores e outros super-heróis conhecidos, sendo este o filme que tem mais personagens de todo o universo cinematográfico da Marvel. Nomes como Robert Downey Jr., Chris Pratt, Scarlett Johansson, Benedict Cumberbatch, Chadwick Boseman, Peter Dinklage, Josh Brolin e Vin Diesel fazem parte deste grande e conhecido elenco. E claro um cameo do Stan Lee não irá faltar.

Desta vez não é só a zona de Nova Iorque que é explorada, ou melhor dizendo, destruída. O filme leva-nos até à Escócia e a Wakanda, já para não falar da viagem que fazemos pelos outros mundos que vão para além da nossa galáxia.

Em geral o filme é divertido, com o humor a que a Marvel tem nos habituado. As cenas de luta não desiludem e os efeitos especiais estão no mais alto nível.

Agora para o grande final é mesmo preciso ir vê-lo e depois esperar pelo próximo filme porque sem dúvida que estaremos a precisar dele.

Só neste fim-de-semana estão estimados 240 milhões de dólares em lucro, mais ou menos 198 milhões de euros e já há data para o próximo filme da Marvel que será “Ant-Man And The Wasp” e chegará em Julho.

Escrito por: Ângela Pereira

Editado por: Adriana Pedro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s