Debate Rio-Santana Lopes: o primeiro braço-de-ferro

img_818x455$2017_10_07_23_35_58_674789

Assistiu-se, na RTP, ao primeiro debate  em ”praça pública” que opôs os dois candidatos à liderança do Partido Social Democrata, Rui Rio e Pedro Santana Lopes, o primeiro frente a frente antes das eleições internas no dia 13 de Janeiro. Um debate que é um importante passo para o desenrolar das campanhas de ambos os candidatos e  que mereceu a atenção não só dos militantes do partido como também da generalidade dos portugueses.

O debate iniciou-se com um parecer de cada um dos candidatos acerca da alteração da lei de financiamento dos partidos políticos, alteração à qual os dois deram uma avaliação negativa de uma forma geral. De seguida, ainda no início do debate, assistiu-se a um regresso ao passado que se arrastou durante cerca de 20 minutos do tempo de antena: Rui Rio, jogando os trunfos que tinha na manga, começou por confrontar Pedro Santana Lopes com a sua mal sucedida experiência como primeiro-ministro, realçando ao longo de todo o debate que o futuro líder do PSD será também o futuro candidato a primeiro-ministro em 2019 e que Santana Lopes se encontra em desvantagem devido ao insucesso do seu passado nesse aspecto. Pedro Santana Lopes desvalorizou o facto e acusou o seu adversário de instrumentalizar postumamente a dissolução do Parlamento em 2005 pelo então Presidente da República Jorge Sampaio, afirmando que Rui Rio nunca se tinha pronunciado publicamente contra a instabilidade governativa da qual acusa Santana Lopes.

Para além disto, Santana Lopes lançou duras críticas a Rui Rio no que diz respeito à lealdade deste em relação ao PSD, acusando Rui Rio de manter uma proximidade pessoal com António Costa sem nunca criticar este último e de falar do possível desaparecimento do Partido Social Democrata do mapa político português. Juntamente a estas críticas mútuas transpareceram também as querelas pessoais partidárias com a menção de personalidades do partido como Pacheco Pereira e Manuela Ferreira Leite, afirmando Santana Lopes que as figuras do partido que apoiam a candidatura de Rui Rio não estão à vista do público.

Mais a diante, foi debatida a visão de futuro para Portugal de cada um dos candidatos, sendo que Rui Rio foi mais incisivo nesta questão ao abordar questões como a necessidade da desburocratização e descentralização do Estado português, o investimento de capital estrangeiro (criticando o actual executivo de ir contra este propósito com o aumento da derrama do IRC para as empresas no Orçamento de 2018), o investimento na educação e ciência. No entanto Santana Lopes apontou para as medidas concretas que tem apresentado nos últimos meses e que segundo o próprio têm chamado a atenção dos meios de comunicação, realçando a necessidade de um aumento de produtividade da economia portuguesa e a necessidade da diminuição da carga fiscal para os contribuintes como linhas gerais.

Em relação às eleições de 2019, os candidatos foram questionados sobre os possíveis cenários que daí possam advir: ambos apontaram que a prioridade será obter maioria absoluta para o PSD, mas que em caso de necessidade de coligação, o parceiro ideal seria o CDS-PP. Em relação à possibilidade de um Bloco Central, Santana Lopes descartou qualquer aliança com o PS, ao contrário de Rui Rio que aceita tal possibilidade remota em caso excepcional. O debate acabou com ambos os candidatos a apelarem ao voto dos militantes do PSD.

Este foi o primeiro braço de ferro entre Rui Rio e Santana Lopes, ficando latentes as vantagens e as desvantagens que os dois candidatos apresentam, tanto a nível interno do partido como a nível nacional, sendo este debate também uma compilação de propostas e críticas isoladas que os aspirantes a líder do PSD têm feito ao longo desta campanha.

Este artigo de opinião é da pura responsabilidade do autor, não representando as posições do desacordo ou dos seus afiliados. 

Escrito por: Andriy Voyevoda

Editado por: Adriana Pedro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s