Jay-Z usa sample do grupo português Quarteto 1111 no seu novo álbum

444_album_cover

O rapper americano Jay-Z usou partes do tema “Todo o Mundo e Ninguém”, escrito a partir de um texto de Gil Vicente e publicado pelo grupo português Quarteto 1111 em 1970, para um dos temas do seu novo álbum “4:44”.

A faixa “Marcy Me” do álbum assinado por Jay-Z, primeiro que o rapper lança em quatro anos, credita o tema português da banda que integra José Cid e António José Correia de Brito, conhecido por Tozé Brito.

José Cid diz estar “contente” por si e “ainda mais contente” por Tozé Brito, seu colega de composição de “Todo o Mundo e Ninguém”.

A canção foi escrita a partir de um poema de Gil Vicente, na altura em que o Quarteto 1111 tinha “muitos discos proibidos pela censura”, pelo que Tozé Brito e José Cid recorreram “a textos da literatura que não eram censuráveis”, mas que continham críticas.

O compositor recorda que “este tema é uma crítica social muito forte, e era por isso que íamos buscar estes textos”.

Marcy Me” é o penúltimo tema no alinhamento de “4:44”, álbum produzido por No I.D. que terá sido o responsável pela descoberta do sample.

O projeto, com apenas dez músicas é considerado um trabalho intimista do rapper, que toca em diversos assuntos pessoais e envolve várias pessoas próximas de si.

O disco conta com algumas colaborações, entre as quais as participações dos cantores Damian Marley e Frank Ocean.

Confira o original da banda Quarteto 1111:

Escrito por: Andreia Neves

Editado por: Ricardo Marquês

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s