Portugal arrecadou o bronze da consolação

portugal

No jogo de atribuição do terceiro e quarto lugares, realizado na Otkrytie Arena (Moscovo), Portugal  venceu o México por 2-1, após prolongamento (1-1 no tempo regulamentar).

Após 15 minutos de dinâmica entre as duas equipas, André Silva, recém-transferido para o AC Milan, cavou uma grande penalidade ao capitão mexicano Rafa Márquez (16′). Contudo, na marca dos 11 metros, o avançado português desperdiçou a oportunidade  e permitiu uma estrondosa defesa de Ochoa.

O jogo manteve-se equilibrado até ao momento em que o central português Luis Neto, num lance de pura infelicidade, introduziu a bola na própria baliza (54′), adiantando, assim, o México na luta pela medalha de bronze. No entanto, Portugal nunca desistiu de procurar o golo do empate, golo este que acabaria por aparecer aos 91 minutos, por intermédio de Pepe, batendo, desta forma, o até então inviolável, Guillermo Ochoa (eleito o homem do jogo).

Já no prolongamento, Adrien Silva colocou Portugal na frente do resultado, ao cobrar com sucesso uma grande penalidade, cometida pelo portista Miguel Layún (104′). De registar ainda as expulsões, ambas por acumulação de amarelos, dos benfiquistas Nélson Semedo aos 106 minutos e Raúl Jiménez aos 112 minutos, após dois lances bastante duros. No final, Portugal saiu da Rússia com a medalha de bronze e voltou para casa com um desfecho agradável para uma seleção estreante nesta prova.

Escrito por: Jorge Neves

Editado por: Adriana Pedro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s