Caparica Primavera Surf Fest: Djodje, Ferro Gaita e um público que veio para dançar

Este slideshow necessita de JavaScript.

Chegámos ao fim do Caparica Primavera Surf Fest. O festival, que se realizou na Praia do Paraíso, na Costa da Caparica, entre 6 e 15 de abril, contou com 24 artistas em palco, skate e competições de surf. Para fechar o festival foi a vez de Celeste/Mariposa, Djodje, Ferro Gaita e Dj Nelson Cunha porem a Caparica a dançar. E com casa esgotada.

A música dos Celeste/Mariposa começou por aquecer a noite. Com uma música peculiar, que nasceu da vontade de fazer “música nova”, música que lhes despertasse um novo entusiasmo, como disseram ao jornal Público em agosto de 2016, Wilson Vilares inaugurou o palco na última noite do festival. No fim, o Dj set de afro-baile que levou a música do grupo à Caparica agredeceu ao público presente, realçando que era uma “noite importante para a música dos PALOP”.

Mas a noite foi de Djoje. Com casa esgotada, o público reagiu – bem alto – ao ver o vídeo de promoção do cantor, mesmo antes do concerto. Assim que entra em palco, as raparigas ficam ao rubro. De telemóvel da mão para registar o momento, acompanharam o artista na primeira música, na segunda, na terceira. Em todas. Várias vezes em cerca de 1h30 o cantor parava de cantar para, de sorriso na cara, ouvir o público que, em coro, mostrava saber a letra toda.

Depois de “Vai embora”, “Close Your Eyes” e “Txukinha” – música que dedicou à sua “Txukinha” ali presente -, que aqueceram o público, Djodje pôs a Caparica a saltar.

Ao longo do concerto, o cabo-verdiano mostrou a cumplicidade com o público, falando mesmo com pessoas da plateia. Uma fã perguntou-lhe o nome de um elemento da banda e, depois de um sorriso, fez a vontade à fã. Mas não foi só isto. Djodje pediu ao público para tirar o pé do chão – “também aos lá de cima” [da bancada] -, sorriu, piscou o olho e acenou. Toda a noite.

No fim do concerto, apresentou a banda e agradeceu a toda a equipa e à Câmara Municipal de Almada pelo convite. Trouxe ainda uma novidade aos fãs: vai voltar à Caparica e trazer o seu kizomba ao festival “O Sol da Caparica”, no dia 11 de agosto. Como era de esperar, o público reagiu com grande entusiasmo.

Ferro Gaita fecharam o festival. Pela 00h40 e depois do mexido – e esgotado – concerto de Djodje, havia pessoas a entrar só para ver o grupo. Bino Branco benzeu-se no início do concerto e trouxe à Caparica a energia que o funaná e a tabanka pedem.

Escrito por: Rita Rogado

Fotografias de: Ricardo Marquês

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s