NBA: As estrelas brilham por lá! (Top-5 Melhores Equipas)

Após o sucesso que o artigo “Candidatos a MVP” obteve na semana passada, decidi explorar com todos vocês o mundo da NBA, semanalmente. Todas as Quintas-Feiras, não percam um novo texto de opinião “NBA: As estrelas brilham por lá!”, só aqui no vosso Desacordo!
No artigo desta semana, iremos analisar e aprofundar um pouco acerca dos 5 melhores franchises da actualidade da nossa NBA.

5. Boston Celtics
Boston Celtics

A primeira equipa no nosso foco são os Boston Celtics. Provenientes de Boston, Massachusetts, os Celtics são o franchise mais titulado da história da liga com 16 campeonatos (Troféus Larry O’Brien).
Com uma excelente organização no backstage, liderada por Danny Ainge como Presidente das Operações, os jovens Celtics treinados pelo também jovem Brad Stevens, estão a praticar o melhor basquetebol da época, ocupando, neste momento, o 1ª lugar da Conferência Este, com um inesperado registo de 48-26, estando à frente de equipas como os Toronto Raptors, os Washington Wizards e os “todos-poderosos” Cleveland Cavaliers.
Guiados por um tremendo base chamado Isaiah Thomas, os Celtics são uma equipa que gosta de defender, de partilhar a bola no ataque e que, sobretudo, gosta de vencer!
5 INICIAL : Isaiah Thomas, Avery Bradley, Jae Crowder, Amir Johnson, Al Horford
Melhores jogadores a sair do BANCO: Marcus Smart, Jaylen Brown, Kelly Olynyk
#CarreguemVerdinhos

 

4. Houston RocketsHouston Rockets

Passamos de uma das “equipas-sensação” da temporada (Celtics), para A surpresa positiva de toda a NBA, os Houston Rockets. Oriundos de Houston, Texas, os Rockets contam no seu palmarés com 2 títulos de campeão, ambos obtidos há cerca de 20 anos atrás.
Após a temporada passada ter sido bastante aquém das expectativas, os Rockets contrataram Mike D’Antoni para o cargo de treinador. Na minha opinião, o estilo “Run and Gun” (Correr e Lançar) usado por D’Antoni é o estilo de basquetebol mais atractivo que existe, pois dá importância fulcral ao lançamento de 3 pontos, ao ataque e às transições rápidas, o que provoca uma imensa espectacularidade.
Com James Harden a ser o rosto de todo o franchise, os Rockets ocupam o 3º lugar da Conf. Oeste, com um registo de 51-23, que tem tanto de brilhante como de inesperado.
5 INICIAL : James Harden, Patrick Beverley, Trevor Ariza, Ryan Anderson, Clint Capela
BANCO : Eric Gordon, Lou Williams, Nenê Hilário
#RocketsALevantarVoo

 

3. San Antonio Spurs
San Antonio Spurs

Ainda dentro do Texas, saímos de Houston e chegamos, agora, à cidade de San Antonio. Esta organização já ganhou por 5 vezes a principal liga de basquetebol do mundo, todas elas com o futuro Hall of Famer Tim Duncan, já retirado do jogo, a ser o “go-to guy” (jogador dos momentos decisivos).
Os 5 plantéis titulados tinham como treinador Gregg Popovich, que ainda continua ao leme destes brilhantes Spurs. Popovich implementou um estilo de basquetebol muito solidário, com todos os jogadores a partilharem muito a bola no ataque, a ajudarem-se constantemente na defesa e sem um jogador a sobressair demasiado do resto da equipa. Contudo, esta época, o paradigma mudou um pouco, pois Kawhi Leonard tem sido o rosto da garra, empenho e espírito vencedor da equipa, tanto no meio-campo defensivo como ofensivo.
Como acontece em Boston e Houston (com Isaiah e Harden, respetivamente), Kawhi tem resolvido inúmeros jogos e é peça fundamental destes Spurs, que se encontram no 2º lugar da Conf. Oeste, com um impressionante registo de 57-16.
5 INICIAL: Tony Parker, Danny Green, Kawhi Leonard, LaMarcus Aldridge, Dewayne Dedmon
BANCO: Manu Ginobili, David Lee, Pau Gasol
#OsSpursMetemRespeito

 

2. Golden State Warriors
Golden State Warriors

Voamos, agora, do Texas para a Califórnia, para a cidade de Oakland, que serve de casa para os espectaculares Golden State Warriors. Os Warriors conquistaram por 4 vezes o título, tendo vencido o seu último na época 2014-15.
Treinados por Steve Kerr e guiados por um “Big Four” composto por Green, pelos “Splash Brothers” Curry e Thompson e pela sua enorme/ surpreendente aquisição na Free Agency, Kevin Durant, os Warriors têm feito uma brilhante temporada, apresentando um magnífico basquetebol, que é orientado, sobretudo, para o ataque e para o espectáculo, o que faz vibrar os milhares de fãs presentes, todas as noites, na Oracle Arena (Pavilhão dos Warriors).
De momento, os Warriors encontram-se no topo da Conf. Oeste, com um incrível registo de 60-14, mas ainda assim, longe do registo de 73-9 (recorde da NBA) alcançado a época transacta.
5 INICIAL: Stephen Curry, Klay Thompson, Kevin Durant, Draymond Green, Zaza Pachulia
BANCO: Shaun Livingston, Andre Iguodala, David West
#OsIncríveisWarriors

 

 

1. Cleveland Cavaliers
Cleveland Cavaliers

Por último, viramos as nossas atenções de volta para o Este, mais propriamente para o Estado do Ohio, onde se encontram os campeões em título, os Cleveland Cavaliers.
O título atingido na última época, foi o primeiro da história desta organização e pôs fim a 52 anos de “seca de títulos” das equipas de desporto profissional de Cleveland.
Comandados por Tyronn Lue, os Cavs mantiveram a “espinha-dorsal” do plantel campeão e conseguiram fortalecê-lo ainda mais com a aquisição de vários jogadores com qualidade e experiência. Os Cavaliers têm um estilo de jogo um pouco similar ao dos Warriors e Rockets, servindo-se, principalmente, de ataques rápidos e do lançamento longo.
Foi muito graças ao “Big Three” composto por Irving, Love e LeBron, que os Cavs foram campeões na última época e nesta se encontram no 2º lugar da Conf. Este (0,5 jogos atrás de Boston) com uma marca de 47-26.
5 INICIAL: Kyrie Irving, J.R Smith, LeBron James, Kevin Love, Tristan Thompson
BANCO: Deron Williams, Kyle Korver, Iman Shumpert
#We’reAllCavsNation

 

Neste artigo apresentei-vos o meu Top-5 das Melhores Equipas da NBA, que são também as minhas principais candidatas ao título.
A minha aposta para “levar o caneco” são os enormes CLEVELAND CAVALIERS!

ATÉ PARA A SEMANA!!!

Este artigo de opinião é da pura responsabilidade do autor, não representando as posições do desacordo ou dos seus afiliados.

Escrito por: Jorge Neves

Editado por: André Blayer

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s